Com golaço e até 'nó tático', Corinthians detona Palmeiras e vence primeiro Dérbi de 2018

Corinthians Corinthians 2 x 0 Palmeiras Palmeiras

Paulista 2018

Com golaço e até 'nó tático', Corinthians detona Palmeiras e vence primeiro Dérbi de 2018

68 mil visualizações 821 comentários Comunicar erro

Rodriguinho comemora golaço na Arena Corinthians

Rodriguinho comemora golaço na Arena Corinthians

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Palmeiras era tido como equipe sensação do Paulistão em 2018. Os comandados de Roger Machado não sabiam o que era perder na temporada. Eis que apareceu o Todo Poderoso pela frente!

O Corinthians deu show para cima do Palmeiras no primeiro Dérbi da temporada de 2018: vitória de 2 a 0 com direito a golaço de Rodriguinho, gol de pênalti de Clayson e "nó tático" de Fábio Carille no técnico alviverde Roger Machado em clássico disputado no fim de tarde deste sábado, na Arena, em Itaquera, pela nona rodada do Campeonato Paulista.

Um dos destaques do Dérbi ficou por conta da disposição tática dos comandados de Fábio Carille. O Corinthians foi escalado sem centroavante num esquema 4-2-4, a exemplo do que Tite fizera na Libertadores de 2012. Naquela temporada, Alex e Danilo eram postados pelo centro; Jorge Henrique e Emerson Sheik, pelas pontas. Neste sábado os meias foram Rodriguinho e Jadson; os alas, Clayson e Ángel Romero.

Em relação ao empate de 1 a 1 contra o Red Bull Brasil, segunda-feira passada, o Corinthians teve três mudanças na escalação: saíram Juninho Capixaba, Camacho e Júnior Dutra e entraram Maycon, Gabriel e Jadson. O Timão foi escalado para o Dérbi com: Cássio, Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel e Renê Júnior; Romero, Jadson, Rodriguinho e Clayson.

Com a vitória, o Corinthians enfim voltou a vencer no Estadual, algo que não acontecia já havia três rodadas. O Timão saltou para os 16 pontos e manteve assim, com total tranquilidade, a liderança do Grupo A. Ituano (11 pontos), Bragantino (9) e Linense (5), concorrentes da equipe alvinegra na chave, ainda vão a campo neste domingo.

Em tempo: a próxima partida do Corinthians está agendada para quarta-feira. E trata-se logo da estreia da equipe na atual edição da Libertadores. O Timão visita o Millonarios, em Bogotá, na Colômbia, no estádio El Campín.

Primeiro tempo

Em sua nova disposição tática, o Corinthians logo tratou de "engolir" o Palmeiras no que diz respeito à posse de bola. Foi com a pelota nos pé que o Timão ditou o ritmo da primeira etapa. Mas foi num lance de bola parada que os mandantes criaram sua primeira chance: Jadson cobrou falta da entrada da área e tirou tinta do travessão de Jaílson.

Na sequência, por mais que dominasse as ações em campo, o Corinthians encontrou dificuldade para criar novas oportunidades. A marcação do Palmeiras mostrou-se efetiva. As tentativas de cruzamento do Timão, fracassadas. Não à toa, se aproveitando de roubadas de bola, foi o rival quem assustou: primeiro Borja recebeu a bola na entrada da área pela esquerda e teve o chute abafado por Cássio; pouco depois, foi a vez do ex-corinthiano Willian arrematar cruzado, do mesmo lugar, e Cássio novamente voltar a defender.

Mas "quiseram os deuses do futebol" que, num lance divino, a justiça fosse feita: o Corinthians, que melhor se portou em campo, abriu o placar aos 39 minutos. Após longa e paciente troca de passes dos jogadores alvinegros, Gabriel, Maycon e Rodriguinho protagonizaram perfeita triangulação na entrada da área palmeirense. O camisa 26, então, dominou de costas, deu drible seco em dois marcadores de uma só vez e bateu cruzado no canto esquerdo de Jaílson. Golaço na Arena Corinthians!

E assim, com os torcedores num nível insano de empolgação nas arquibancadas, o Corinthians foi para o vestiário com vantagem no marcador.

Segundo tempo

Ao contrário do que aconteceu nos 45 minutos iniciais, o segundo tempo registrou desde o início maior posse de bola do lado palmeirense - como era de se imaginar, haja vista a desvantagem alviverde no placar. Mas foi do Corinthians a primeira chance: após bate e rebate na área dos visitantes, o zagueiro Henrique limpou a marcação como um bom atacante, mas finalizou mal como um péssimo centroavante.

Pouco depois, oportunidade ainda melhor para o Timão: pênalti do goleiro Jaílson em Renê Júnior. O volante saiu cara a cara com o goleiro, que numa tentativa estabanada de abafar o lance cravou o solado das chuteiras na coxa do corinthiano. A arbitragem até sinalizou vantagem no lance, mas logo tratou de assinalar a penalidade e expulsar o arqueiro alviverde.

Lance que resultou na expulsão de Jaílson

Lance que resultou na expulsão de Jaílson

Reprodução/TV

Com a Fiel já em festa nas arquibancadas e os palmeirenses irritadíssimos com a equipe de arbitragem, o cenário estava pronto para um segundo gol do Corinthians. Mas... Jadson foi para a cobrança, bateu fraquinho à direita de Fernando Prass, que acertou o canto, e viu a bola passar pela linha de fundo. Para fora! Aí, não...

Com um jogador a mais, o Corinthians, mesmo abatido com a perda do pênalti, conseguiu ao menos voltar a dominar a posse de bola. Ainda assim, o Timão não demonstrou o mesmo ímpeto da etapa inicial. Talvez por isso, Carille decidiu mexer na equipe: sacou Jadson e colocou Mateus Vital em campo.

O jovem de apenas 20 anos entrou bem na partida. Em pouco tempo, recebeu bola mascada pela direita e mesmo assim acertou bela finalização cruzada forçando Fernando Prass a fazer boa defesa. Era o sinal de que coisas boas ainda surgiriam para o Timão...

Em outra jogadaça individual, Rodriguinho costurou a marcação do Palmeiras e entrou na grande área em condições claras de estufar as redes. O camisa 26, então, foi derrubado por Dudu. O árbitro nem titubeou: marcou pênalti. Clayson desta vez foi quem colocou a bola na marca da cal. E o atacante fez bonito: deu uma "semi-paradinha", deslocou Fernando Prass e carimbou no meio do gol!

Carille ainda aproveitou os momentos finais do clássico para colocar sangue novo em campo: entraram Júnior Dutra e Lucca e saíram Clayson e Romero. Nada que mudasse o panorama da partida, que foi encerrada em meio a dribles desconcertantes dos corinthianos e gritos de "olé" dos torcedores.

Vira um, acaba dois! O Corinthians venceu o primeiro Dérbi de 2018!

Veja mais em: Dérbi, Arena Corinthians e Campeonato Paulista.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes