Tite pode se isolar como técnico mais vencedor na história do Corinthians

Tite pode se isolar como técnico mais vencedor na história do Corinthians

15 mil visualizações 73 comentários Comunicar erro

Tite comemora a vitória sobre o Chelsea, que deu ao Timão o título Mundial

Tite comemora a vitória sobre o Chelsea, que deu ao Timão o título Mundial

Foto: Daniel Augusto/Ag. Corinthians

Independentemente do que vai acontecer nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, o nome de Tite já está gravado em um espaço cativo na história do Corinthians. Mas, se deixar o estádio com o título da Recopa, contra o São Paulo, atingirá um status que nenhum outro treinador conseguiu na história do clube.

Caso erga mais uma taça pelo Timão, Tite deixará o lendário Oswaldo Brandão para trás, com cinco conquistas contra quatro do comandante alvinegro, que passou pelo clube do Parque São Jorge nas décadas de 50, 60, 70 e até 80.

Gaúcho como Brandão, Tite fica bastante satisfeito com mais essa chance de quebrar uma marca histórica pelo Corinthians, mas prefere, como sempre, não exaltar somente o próprio trabalho. Os parceiros nesses quase três anos de clube são sempre lembrados por ele.

'Fico muito feliz, é o reconhecimento por tudo o que fiz. É uma honra chegar perto do Brandão. Mas tenho de agradecer ao suporte do Andrés (Sanchez, ex-presidente do clube), depois ao doutor Mario (Gobbi, presidente atual), aos outros dirigentes, funcionários e jogadores. E dizer, também, que ainda não tem título. Tem de trabalhar duro amanhã (quarta)', falou o treinador.

Importância/ Para o torcedor mais jovem, Tite já está à frente de qualquer outro concorrente na lista de títulos importantes para o clube. Ele ganhou os campeonatos mais relevantes da atualidade, entre eles a inédita Libertadores -; e invicto, ainda por cima. Enquanto Brandão ganhou dois Rio-São Paulo e dois Paulistas (veja mais na arte abaixo).

Mas é preciso contextualizar um pouco esta análise. Nos três primeiros títulos de Brandão (dois em 1954 e um 1966), não havia o Brasileiro nos moldes atuais -; o torneio foi criado em 1971. Os campeonatos estaduais e regionais eram muito mais importantes para o clube.

Outro capítulo à parte é o título do Campeonato Paulista de 1977, sobre a Ponte Preta. A conquista quebrou o incômodo jejum de quase 23 anos sem títulos do clube. Na época, o gol salvador de Basílio foi tão ou mais comemorado do que os de Sheik na final da Libertadores.

Ficha técnica

Corinthians
4-2-3-1
Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Romarinho, Danilo e Emerson; Guerrero
T: Tite

São Paulo
4-3-3
Rogério Ceni; Douglas, Edson Silva, Lúcio e Juan; Wellington, Denilson e Jadson (Ganso); Aloísio, Osvaldo e Luís Fabiano
T: Paulo Autuori

RECOPA > JOGO DE VOLTA
Onde: Pacaembu, em São Paulo, às 22h
Juiz: Paulo César de Oliveira (SP)
TV: Globo

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Top fregueses do Corinthians | #43

    SAUDAÇÕES CORINTHIANAS: Os maiores fregueses do Corinthians

    ver detalhes
  • Roger foi apresentado como novo centroavante do Corinthians nesta sexta-feira

    Roger é apresentado no Corinthians e lembra de passado torcedor na cidade de Campinas

    ver detalhes
  • Recém-chegado, Roger participou do treino do Corinthians nesta sexta-feira

    Volta de emprestado, presidente na área e Roger em campo... a sexta-feira do Corinthians

    ver detalhes
  • Sheik não enfrenta Paraná Clube neste domingo

    Sem Roger nem Sheik: Carille relaciona 22 para jogo contra Paraná

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes