Os dez desafios de Mano Menezes

Os dez desafios de Mano Menezes

Mano Menezes está de volta

Mano Menezes está de volta

Foto: Fernando Roberto/ LANCE!Press

O Corinthians começa a escrever hoje o primeiro capítulo da segunda Era Mano Menezes. Depois de pouco mais de três anos sob o comando de Tite, o time alvinegro apresentará o novo treinador. E é bom ele chegar disposto. Trabalho, não vai faltar.

Mano conhece bem o clube. De 2008 a 2010, tirou os corintianos da Série B, ganhou um Paulista e uma Copa do Brasil. Pode parecer pouco, perto dos títulos conquistados por Tite, mas, na ocasião, foi mais do que suficiente para ganhar o carinho da fiel torcida.

Por conhecer tão bem o clube, ele sabe que esse carinho vai durar até as primeiras derrotas. Mano chega para desatar uma série de nós. Muito deles foram determinantes até mesmo para a não renovação de Tite.

Assim como em 2008, vai ter de comandar uma reconstrução. O problema é que a pressão, desta vez, é maior. Para um gigante como o Corinthians, sair da Série B, na ocasião, era questão de tempo. Bastava cumprir o esperado e o treinador fez isso muito bem.

Desta vez, é diferente. O corintiano não aguentará um ano sem títulos. Em 2013, faturou o Paulistão e a Recopa e, ainda assim, Tite chegou a ser vaiado.

Meta pessoal/ Além da exigência da torcida, Mano tem mais um motivo para fazer um bom trabalho. O treinador busca uma recuperação pessoal.

Depois que saiu do Timão, em 2010, assumiu a seleção e não convenceu. Apesar de ter ganho os dois Superclássicos das Américas, da Argentina (com apenas jogadores que atuavam nos dois países), foi mal contra grandes seleções.

Com os times principais, não venceu nenhum gigante. Perdeu para Argentina (duas vezes), França e Alemanha e empatou com a Holanda. A gota d’água veio na eliminação para o Paraguai, nas quartas de final da Copa América de 2011.

No Flamengo, piorou. Pediu demissão após três meses por 'não fazer os jogadores entenderem a filosofia'. Logo depois, o time ganhou a Copa do Brasil.

Os corintianos esperam que Mano repita o bom trabalho que fez no Timão. Se já tem Série B, Paulista e Copa do Brasil no currículo, chegou a hora de alçar voos mais altos.

OS DESAFIOS

1 - Acordar os medalhões acomodados

Emerson, Danilo, Douglas e Ibson não estavam nos planos do Corinthians. Contudo, com salários altos, permaneceram. Já que estão no elenco, Mano vai ter de motivá-los para que ajudem o time.

2 - Conseguir se livrar do fantasma de Tite

Tite ganhou os principais títulos da história do Corinthians. Vai ser difícil superá-lo, mas, com certeza, a torcida vai querer que ele, ao menos, chegue perto disso. A comparação será inevitável, é claro.

3 - Recuperar o prestígio de Alexandre Pato

Principal atacante do elenco, Pato ganhou uma segunda chance e o treinador, se conseguir fazê-lo jogar, vai ganhar pontos com a torcida e a diretoria. Tite, por exemplo, não conseguiu isso.

4 - Fazer o ataque alvinegro voltar a funcionar

Os 27 gols marcados em 38 rodadas do Brasileirão foram uma vergonha para o Corinthians. O ataque precisa voltar a balançar as redes e o Paulistão sempre é uma boa oportunidade para isso.

5 - Colocar o Corinthians na Libertadores

Não disputar a Copa Libertadores deste ano vai trazer um prejuízo milionário ao Timão. A diretoria nem imagina ficar fora do torneio novamente em 2015. Por isso, de olho na América!

6 - Manter o bom desempenho da defesa

Se o ataque não brilhou, a defesa corintiana é vista como a mais eficiente do Brasil desde que Tite assumiu. Mano tem de manter o desempenho, principalmente, até o ataque se firmar.

7 - Lidar com a pressão política no clube

O mandato do presidente Mario Gobbi terminará em dezembro e o ambiente interno do clube costuma ficar conturbado antes de eleições. Conselheiros e diretores fazendo campanha podem atrapalhar.

8 - Transformar o novo estádio na casa do time

O Timão estreará o estádio este ano e todos esperam bons resultados na nova casa. Vitórias atraem público, que atraem dinheiro e, assim, diretoria e torcida ganham. Jogar em casa será uma atração.

9 - Reformular o elenco sem gastar muito

Em 2013, Tite ganhou de presente Alexandre Pato, Renato Augusto e Gil. Mano, ao que tudo indica, não terá reforços de peso e vai ter de se virar para lidar com isso. Só Uendel chegou, até agora.

10 - Resgatar a sua imagem, que está arranhada

Mano saiu por baixo em suas passagens pela seleção brasileira e pelo Flamengo. Um bom recomeço no Corinthians recolocaria sua carreira nos trilhos e traria de volta o prestígio de antes

Opinião

Plínio Rocha, editor assistente de Esportes do DIÁRIO

Se não fosse o Tite saindo...

A chegada de Mano Menezes ao Corinthians só não está sendo muito comemorada por todos os corintianos porque ele está chegando para o lugar de Tite, o técnico mais vencedor da história do clube -; além, claro, de um dos mais carismáticos, com um caráter sensacional e irretocável. Se Mano estivesse assumindo na vaga de um qualquer, o sentimento geral seria de extrema satisfação. Afinal, ele construiu uma história muito bonita pelo Alvinegro, deixou o clube aclamado pela torcida e levantado por todos os jogadores, em uma despedida emocionante no Pacaembu.

Mano terá uma responsabilidade diferente, desta vez, mas está mais do que preparado para encará-la.

ENTREVISTA

William_ Ex-capitão do Corinthians de Mano Menezes

‘É a pessoa mais acertada para enfrentar a pressão’

DIÁRIO_ Como você analisou a contratação do Mano?

WILLIAM_ Acho que o Tite não deveria sair. Digo isso olhando do lado de fora. Mas o Mano, por conhecer o Corinthians, pelo passado recente dele no clube e por ter assumido o time no pior momento da história, é a pessoa mais acertada para enfrentar a pressão. Afinal, ele vai ter a responsabilidade de entrar após essa sequência vitoriosa. Acho a decisão acertada.

Como é o Mano no dia a dia?

É um cara sério, que, desde o primeiro dia, impõe respeito. Não por falar alto, mas pela postura e pela maneira de se colocar no dia a dia. Ele não é uma pessoa intransigente, é uma pessoa que tem diálogo com os atletas, ouve jogador por questões dentro do campo.

Qual é a principal qualidade do Mano Menezes?

Sem dúvida nenhuma, a capacidade de gerenciar pessoas. Isso, a cada dia, é mais importante dentro do futebol. Em esportes coletivos de ponta, por exemplo, o treinador, muitas vezes, precisa comandar uma pessoa que ganha mais do que ele. É preciso ter uma capacidade muito grande de gestão de pessoas e vejo o Mano como um dos melhores nesse sentido.

Você acha que, em outro país, o Tite continuaria?

É difícil falar isso e comparar essas situações. O futebol europeu também tem seus momentos. O Andre Villas-Boas, por exemplo, caiu no Tottenham. Mas é mais comum no Brasil.

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes