Meio de transporte vira problema para clássico de domingo

Meio de transporte vira problema para clássico de domingo

Por Meu Timão

4.2 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

Metrô vive impasse sobre o clássico

Metrô vive impasse sobre o clássico

Uma reunião que será realizada na manhã desta sexta-feira, no 2° Batalhão da Polícia Militar de São Paulo, será decisiva para organizar o acesso das organizadas do Palmeiras ao clássico de domingo, contra o Corinthians, na nova Arena.

O grande problema está na maneira de negociação. A reunião, que conta com representantes das organizadas do Palmeiras, o Corinthians (mandante do clássico), o metrô e a Federação Paulista de Futebol, não anda devido ao impasse oferecido pela PM.

A polícia, visando proteger os torcedores, orientou as organizadas a utilizarem ônibus, seriam cerca de 50, para transportar duas mil pessoas. Contudo, os representantes das organizadas querem utilizar o transporte público, alegando que os custos de alugar um ônibus são altos e eles não tem como arcar com essa despesa.

Em contrapartida, a PM indicou que, dessa maneira, não poderá fazer a segurança e, qualquer tipo de confronto entre as duas torcidas serão de responsabilidade dos diretores que serão indiciados criminalmente.

Restar aguardar o desfecho dessa reunião

Veja Mais:

  • Timão de Rodriguinho e Balbuena pega Palmeiras para readquirir confiança antes da Liberta

    Com mosaico, bandeirão e Romero de '9', Corinthians encara Dérbi em pré-estreia na Libertadores

    ver detalhes
  • Meia tem bons números pelo Jiangsu Suning, da China

    Empresário explica estágio das negociações entre Corinthians e Alex Teixeira

    ver detalhes
  • Cássio viu Cadu e foi ao encontro do fã após o treino na Arena

    Cássio fez uma promessa, Cadu voltou a andar: a emocionante história do aniversariante do dia

    ver detalhes
  • Corinthians x Palmeiras: Os jogadores que vestiram as duas camisas

    VÍDEO | Corinthians x Palmeiras: os jogadores que vestiram as duas camisas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes