Após declaração, Cássio é cobrado a assumir parcela de culpa pela derrota

Após declaração, Cássio é cobrado a assumir parcela de culpa pela derrota

Por Meu Timão

Cássio foi cobrado por Mano

Cássio foi cobrado por Mano

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A noite não foi boa para o goleiro Cássio. Vazado quatro vezes no jogo de ontem, o jogador deixou o gramado inconformado com a atuação do time e, de cabeça quente, soltou a seguinte frase:

- Tem gente que não está preparada para jogar no Corinthians - finalizou na saída do gramado.

Como era de se esperar, o comentário do arqueiro não foi nada bem recebido pela comissão técnica do Corinthians. E o primeiro a se manifestar foi Mano Menezes, logo após o jogo:

- Penso que é uma frase inoportuna para o momento. De cabeça quente, é bom não fazer conceitos definitivos. É óbvio que temos jogadores que são iniciantes de uma grande equipe, mas não penso que devemos conduzir para eles um momento de derrota grande como essa - afirmou o treinador.

Para Mano, o vexame exige um comportamento diferente dos atletas com maior tempo de casa. Cássio, de 27 anos, está há três anos no clube do Parque São Jorge.

- Aliás, o comandante e os jogadores mais experientes têm que assumir uma parcela muito maior. Não acho justo atribuir a outros jogadores. Penso que o momento é momento de silêncio. A melhor coisa é respeitar a dor que nosso torcedor está sentindo. Temos que sentir a dor junto com ele - finalizou Mano.

Veja Mais:

  • Apresentadora usou termo pejorativo para se referir ao Corinthians

    Corinthians é chamado por termo pejorativo em programa de televisão de Campinas

    ver detalhes
  • Elenco do Timão teve dia descontraído no CT Joaquim Grava

    Carille libera rachão, e Corinthians tem treino com show de descontração antes de final estadual

    ver detalhes
  • Tour da Arena Corinthians terá início na segunda semana de maio

    Corinthians anuncia início do tour da Arena; veja preços e como comprar ingressos

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille vem se tornando conhecido pela postura defensiva

    Técnico do Corinthians cita até Atlético de Madrid para defender filosofia de trabalho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes