Em noite de golaços, Corinthians bate o Vitória e fica mais perto da Libertadores

Corinthians Corinthians 2 x 1 Vitória Vitória

Brasileirão 2014

Em noite de golaços, Corinthians bate o Vitória e fica mais perto da Libertadores

Por Meu Timão

Fabio Santos fez um golaço

Fabio Santos fez um golaço

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians foi até Cuiabá receber o Vitória e não decepcionou. Jogando fora de sua Arena por conta de uma perda de mando, o Timão despachou o time baiano por 2 a 1 e voltou ao grupo das quatro equipes que se classificam para a Taça Libertadores da América. Os gols foram marcados por Fábio Santos e Luciano. Com 52 pontos, o Coringão agora é terceiro colocado no Brasileirão.

Timão incisivo, golaço de Fábio Santos

Mesmo com menos tempo com a bola no pé ao final dos primeiros 45 minutos, o Corinthians pressionou o Vitória na Arena Pantanal desde o princípio do jogo. Com menos de dois minutos de bola rolando, a equipe teve a primeira oportunidade quando Ángel Romero, esperto, finalizou de carrinho, no meio dos zagueiros, mas mandou para fora.

Apesar do calor e da alta umidade - incluindo forte chuva -, o Timão não diminuiu o ritmo. Correndo muito, levava perigo principalmente pelas laterais. Ferrugem, substituto de Fagner (suspenso) e o capitão Fábio Santos, se apresentavam como as melhores opções. E foi assim, pelos lados, que o gol chegou.

Renato Augusto arriscou de média distância, mas o chute saiu mascado, fraco. Entretanto, a bola desviou e se ofereceu para Fábio Santos, de primeira, acertar um chutaço no ângulo do goleiro Wilson. Corinthians 1 a 0, merecidamente.

No restante do primeiro tempo, a equipe seguiu buscando e criando oportunidades ainda que de forma tímida. O ataque era de certa forma inoperante com Romero e as tentativas de Jadson, Renato Augusto e Petros de média e longa distância não foram bem sucedidas.

Mais um golaço e susto no final

O forte calor fez com que as equipes diminuíssem o ritmo na etapa complementar. Nem o Corinthians e muito menos o Vitória conseguiam impor correria ao adversário. Cadenciando, o Timão trocava passes e reduzia espaços para que o adversário não criasse. Com isso, não foi pressionado nos primeiros quinze minutos.

Sentindo necessidade de melhorar o contra-ataque, Mano Menezes sacou o paraguaio Romero e lançou Luciano na equipe. Pouco depois, em cobrança de escanteio, Anderson Martins cabeceou a bola na trave e quase ampliou o placar. A equipe, consciente do resultado, queria o segundo gol para garantir o resultado.

Mano mudou a forma da equipe jogar. Jadson deixou o campo para a entrada de Malcom e com um atacante a mais, o treinador pretendia imprimir velocidade. Em contra-partida, o Vitória partiu para cima com a entrada do ex-corinthiano Edno e o ex-flamenguista Juan. Os quinze minutos finais, como de costume, prometiam o Timão na retranca e em busca de uma bola.

E ela veio. Malcom passou de calcanhar para Fábio Santos que cruzou. Renato Augusto espanou, e Luciano, o artilheiro talismã, fez o segundo gol e parecia resolver a parada.

O que o Corinthians não contava era com o gol do Vitória. Gil fez bobagem na saída de bola e cometeu falta. Edno bateu com categoria, sem chances para Walter e diminuiu. A cinco minutos do fim, os baianos estavam no jogo.

Nos minutos seguintes, a dedicação da equipe foi suficiente para garantir o resultado e a alegria dos pouco mais de 6 mil presentes na Arena Pantanal.

O próximo compromisso alvinegro é no próximo sábado, 16h20, contra o Palmeiras, no Pacaembu. Por conta das eleições presidenciais no domingo, toda a rodada foi antecipada. Para o confronto, Mano deve contar com o retorno de Cássio, Fágner e Ralf. Paolo Guerrero, suspenso por três jogos pelo STJD, está fora.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Vitória

  • 1000 caracteres restantes