Dirigente prevê chegada de reforços antes da eleição presidencial

Dirigente prevê chegada de reforços antes da eleição presidencial

Por Meu Timão

Alessandro crê em montagem do elenco antes das eleições

Alessandro crê em montagem do elenco antes das eleições

Foto: Daniel Augusto/ Agência Corinthians

A torcida do Timão pode ficar tranquila. Pelo que Alessandro, coordenador técnico do Timão, assegurou, os reforços devem chegar antes mesmo da eleição para a presidência do clube.

Como o pleito acontecerá somente em fevereiro de 2015, a intenção é suprir as carências do elenco o quanto antes e iniciar a preparação para o Campeonato Paulista e, quem sabe, para a Taça Libertadores da América.

Apesar de fazer mistério sobre os nomes, Alessandro, Edu Gaspar e Mário Gobbi já entraram em consenso sobre as peças que devem chegar. A ideia do mandatário, aliás, é anunciar ao menos três jogadores em dezembro, antes de a delegação partir para os Estados Unidos, onde disputa um quadrangular.

######## Atualização 12 de novembro às 16h01 ########

A entrevista de Alessandro foi concedida ao repórter Rodrigo Faber Rotta, no site Globo Esporte. Após o comentário de um do da matéria aqui no Meu Timão, o jornalista questionou, com razão, os créditos da informação. Pedimos aqui desculpas ao repórter.

Veja Mais:

  • Carille abriu o jogo sobre planejamento corinthiano de contratações para 2018

    Damião? Substituto para Arana? Carille abre o jogo sobre contratações do Corinthians

    ver detalhes
  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Romero não jogará contra o Atlético-MG, mas estará na Arena Corinthians

    Mesmo suspenso, Romero tem duas metas para jogo da festa contra o Atlético-MG no domingo

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes