Meia explica sua dupla função após a expulsão de Paolo Guerrero

Meia explica sua dupla função após a expulsão de Paolo Guerrero

Por Meu Timão

Renato Augustofoi o convidado do Bem Amigos

Renato Augustofoi o convidado do Bem Amigos

Logo após a expulsão de Paolo Guerrero, durante a partida contra o Once Caldas, Renato Augusto teve que se desdobrar para cumprir uma função diferente. Em entrevista ao "Arena SpoTV", o jogador contou que precisou se dividir na função de pivô e volante.

- Com a expulsão do Paolo, o Tite me pediu para fazer a função de 'falso nove'. Mas o jogo não estava pedindo muito essa flutuação, fiquei mais centralizado para dar opção na frente e profundidade. Depois tinha de voltar para marcar junto dos volantes. Isso acaba desgastando mais, porque vc tem que fazer o centroavante e voltar para fazer marcação. O jogo pediu isso, as vezes vc tem que se desgastar um pouco mais. Acabou que, no final, pude fazer meu trabalho de pivô. Consegui dar duas assistências e a gente saiu com a vitória - disse Renato Augusto.

Apesar do grande desgaste físico, essa função dupla do jogador não foi um problema para o meia. O jogador fez questão de lembrar que, ano passado, sob a direção de Mano Menezes, ele também atuou mais avançado como pivô.

- Com o Mano já vinha fazendo essa função, com o Paolo abrindo pela esquerda e o Malcom aberto pela direita. Muitas vezes entrava como um pivô, para dar mais profundidade. Isso depende muito da leitura do jogo. Agora venho um pouco mais de trás, o Tite está liberando mais o Elias e me recuando um pouco, para fazer um tripé, deixando o Ralf atrás. Eu gosto mais de jogar assim, como foi no primeiro jogo contra o Marília. Cada jogo procuro ler, dependendo do adversário. Tem jogo que pede para você ter certa profundidade, outro pede para esperar um pouco mais - analisou o meia.

Mesmo cansado, Renato Augusto fez questão de elogiar o companheiro e dizer que ele mereceu todo o sacrifício da equipe. O meia relembro que, quando é preciso, Guerrero é um dos que mais se doa à equipe.

- Até conversamos sobre isso. O Paolo salvou a gente várias vezes no passado, tínhamos de retribuir porque ele tem muito crédito com a gente - finalizou.

A partida de volta entre Corinthians e Once Caldas, em Manizales, na Colômbia, está marcada para o dia 11 de fevereiro.

Veja Mais:

  • Elenco do Timão teve dia descontraído no CT Joaquim Grava

    Carille libera rachão, e Corinthians tem treino com show de descontração antes de final estadual

    ver detalhes
  • Tour da Arena Corinthians terá início na segunda semana de maio

    Corinthians anuncia início do tour da Arena; veja preços e como comprar ingressos

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille vem se tornando conhecido pela postura defensiva

    Técnico do Corinthians cita até Atlético de Madrid para defender filosofia de trabalho

    ver detalhes
  • Pablo é titular absoluto do Corinthians finalista do Paulistão

    Rival faz consulta por Pablo e acompanha situação do zagueiro no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes