Ex-presidentes apoiam candidatos e participam de boca de urna

Ex-presidentes apoiam candidatos e participam de boca de urna

Por Diego Salgado

Andrés Sanchez apoiou o candidato da situação, Roberto de Andrade

Andrés Sanchez apoiou o candidato da situação, Roberto de Andrade

De um lado, Andrés Sanchez, presidente do Corinthians por quatro anos, entre 2007 e 2011. Do outro, Marlene Matheus, mandatária alvinegra no começo da década de 1990. Entre eles, dezenas de sócios e os dois candidatos ao cargo mais importante do clube.

Marlene, mulher do ex-presidente Vicente Matheus, apoia Antônio Roque Citadini e engrossa o coro da renovação. "Tem de haver uma mudança. Precisamos resgatar o que era o clube", disse, mostrando-se preocupada com a situação financeira do clube e com o pagamento da Arena Corinthians.

Andrés, que apoia Roberto de Andrade, que desde as primeiras horas da manhã está no Parque São Jorge, não fez comentários sobre a eleição. O ex-presidente limitou-se a indicar, com a mão, o candidato da situação. "Fale com ele, não sou o candidato", afirmou à reportagem.

Já Mário Gobbi chegou ao clube no começo da tarde, mas não falou com a imprensa. O mandatário, vestindo uma camisa branca, sem menção alguma, votou às 13h12. Alguns ex-jogadores também mostraram apoio a Roberto de Andrade, como Neto e Ronaldo - os campeões de 1990, em contrapartida, usavam uma camisa personalizada.

Na eleição deste sábado, no Parque São Jorge, a boca de urna tornou-se prática comum. Desde a entrada do clube até o ginásio onde ocorre a votação, os sócios foram obrigados a conviver com a pressão dos militantes. Nesse cenário, folhetos, adesivos e cartazes eram distribuídos. Carros de som, por sua vez, diputavam a atenção com os gritos de incentivo dos grupos ligados às chapas. Os sócios pró-Citadini fizeram mais barulho durante a maior parte do tempo.

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes
  • Super carros do Monster Jam já estão na Arena Corinthians

    Carros gigantes chegam à Arena Corinthians para evento deste sábado; veja fotos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes