Vagner Love reconhece atuações abaixo da média: 'Sei que posso melhorar'

Vagner Love reconhece atuações abaixo da média: 'Sei que posso melhorar'

Por Meu Timão

Vagner Love comemora um dos gols do Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, na Arena

Vagner Love comemora um dos gols do Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, na Arena

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O atacante Vagner Love reconhece que suas atuações com a camisa do Corinthians estão abaixo da média neste Campeonato Brasileiro. Contratado para fazer “sombra” a Guerrero, centroavante da equipe no início da temporada, o jogador disputou 28 jogos e marcou apenas cinco gols. Nesta quarta-feira, o camisa 9 afirmou que pode render mais no Timão dirigido por Tite.

"Eu sei que posso melhorar, sei das condições. Sei que posso retribuir muito mais, me cobro muito dentro de campo, nos treinos, para evoluir a cada dia e entrar em campo e fazer meu papel bem feito. Me cobro e vou continuar me cobrando, as coisas uma hora vão se encaixar", garantiu Vagner Love, em conversa com a imprensa nesta manhã.

Após a saída de peças importantes do elenco, como Sheik e Guerrero, Tite optou pela entrada de Romero no ataque do Corinthians. Entre lampejos de boas jogadas, o paraguaio deu lugar ao ex-atacante do Shandong Luneng (CHI), que tem convivido com as críticas da Fiel – apesar da assistência para Malcom na vitória sobre o Atlético-MG, Love voltou a errar domínios e foi facilmente desarmado pela zaga rival.

"Tem de matar um leão por jogo, tem certa desconfiança por parte da torcida. Às vezes, erra uma jogada, a torcida já quer criticar, tem de lidar. Tenho matar um leão por jogo por conta da desconfiança, mas isso não me abala, sei do meu valor, meu potencial, sei que posso resolver jogos pelo Corinthians", declarou.

Com o triunfo sobre a equipe mineira no último fim de semana, o Timão chegou à vice-liderança do Brasileiro. Questionado sobre a “força” do time alvinegro na competição nacional, Love foi franco e passou um recado aos adversários.

"Tem que ter a preocupação com o Corinthians, sim. O Corinthians vem crescendo, a gente quer se manter no G4. Se a gente fizer bem o trabalho em casa, vamos chegar longe. Fora, somando pontos, melhor ainda. Tem de temer o Corinthians, é equipe grande, sempre vai brigar por títulos ou Libertadores. Vamos ser competitivos até o final", prometeu.

Veja Mais:

  • Carille vai mudar rotina do Timão e tirar concentração do CT

    Pela primeira vez em seis anos, Corinthians deixa CT para se concentrar ao lado do Morumbi

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes
  • Parte do elenco Sub-20 permanecerá no Brasil

    Em próxima data FIFA, Corinthians Sub-20 viaja para a Espanha e enfrenta Deportivo La Coruña

    ver detalhes
  • Meia atuou nas categorias de base do Corinthians por três anos

    Cinco anos depois, Corinthians recebe parte da venda de Lucas Moura por ser clube formador

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes