Mano Menezes relembra histórias de Ronaldo Fenômeno no Timão

Mano Menezes relembra histórias de Ronaldo Fenômeno no Timão

Por Meu Timão

Mano Menezes e Ronaldo trabalharam juntos no Corinthians entre 2009 e 2010

Mano Menezes e Ronaldo trabalharam juntos no Corinthians entre 2009 e 2010

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Ex-técnico do Corinthians, Mano Menezes relembrou algumas histórias engraçadas de Ronaldo Fenômeno no clube alvinegro. Em 2009, o ex-atacante sofria com as lesões e a dificuldades em perder peso. Em certa ocasião, durante um treinamento com o elenco, ele brincou com o volante Ralf, ídolo da equipe do Parque São Jorge.

"O Ronaldo é o tipo do jogador que quer sempre a bola. E ele quer ganhar tudo, até par ou ímpar. Todos sabem também sobre a qualidade do Ralf, um volante com ótimo poder de marcação, que construiu uma grande história no Corinthians. Mas o Ralf tinha algumas dificuldades em fazer lançamentos diretos", contou Mano Menezes, durante participação no programa Resenha ESPN.

"Então, nos primeiros treinamentos como titular, ele sempre optava pelo toque curto em vez de lançar direto ao ataque. E o Ronaldo ficava louco, porque queria a bola nele. Certa vez Ronaldo se irritou, abriu os braços e gritou para o Ralf: 'Pô, será que gordo desse jeito eu sou invisível? ' (risos)", revelou.

Entre outros assuntos, o ex-técnico da Seleção Brasileira relembrou um episódio ocorrido durante os primeiros treinos de Ronaldo no Corinthians. Eleito três vezes o melhor jogador do mundo pela FIFA, o ex-camisa 9 demonstrava qualidade nas finalizações, enquanto o restante do elenco parava nos goleiros.

"Após o treinamento, chamei os dois goleiros. Era o Júlio César, que hoje está no Náutico, e o Danilo, hoje no Sport. Perguntei a eles se estavam deixando Ronaldo fazer os gols, como forma de elevar a moral dele. Eles disseram: 'Não professor, nada disso, é que não dá para ler o movimento do pé dele, é muito rápido'. Realmente, as finalizações dele eram acima da média", completou.

Mano Menezes acumula duas passagens pelo Corinthians. Entre 2008 e 2010, comandou a equipe aos títulos do Campeonato Brasileiro da Série B, do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. Em grande fase no Timão, assumiu a Seleção Brasileira após a saída de Dunga. Retornou ao Parque São Jorge em 2014, levando o Alvinegro à Copa Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol do Corinthians na noite desta segunda, mas...

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Lance em que Jô caiu pedindo pênati

    Fim de jogo entre Corinthians e Botafogo tem confusão com jogadores, árbitro e até policiais

    ver detalhes
  • Duelo da equipe sub-17 será na Arena Corinthians

    Corinthians muda jogo da Copa do Brasil Sub-17 para a Arena; entrada será gratuita

    ver detalhes
  • Gol de atacante argentino foi muito parecido com o de Jô

    Após gol 'à la Jô' de rival, torcida do Corinthians cobra repercussão da imprensa; veja tuítes

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes