Tite vê Juventus e Alemanha como 'exemplos' de esquema tático do Timão

Tite vê Juventus e Alemanha como 'exemplos' de esquema tático do Timão

Por Meu Timão

Durante participação em um programa esportivo, Tite citou algumas das principais equipes do mundo que utilizam o sistema 4-1-4-1

Durante participação em um programa esportivo, Tite citou algumas das principais equipes do mundo que utilizam o sistema 4-1-4-1

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Invicto há oito partidas no Brasileiro, o técnico Tite fez uma análise detalhada sobre o sistema de jogo do Timão nesta temporada. Com o 'famoso' 4-1-4-1 - duas linhas de quatro, um volante e um centroavante -, o Corinthians retomou o caminho das vitórias e se mantém na vice-liderança da Série A. Na última segunda-feira, o comandante explicou que o time alvinegro desempenha um modelo tático semelhante ao da Juventus de Turim, da Itália.

'A gente joga em cima do 4-1-4-1. Eu monto antes o meio de campo da equipe, depois o time inteiro. Tem que ser competitivo, mas fundamentalmente criador. Eu aprendi com a Juventus de 2006, como monta e treina uma linha de quatro defensores. A essência do futebol é o equilíbrio. A linha de quatro montada, como é montada no mecanismo de marcação e cobertura, o Corinthians faz muito bem', revelou Tite, durante participação no programa Bem, Amigos!, do SporTV.

Citada por Tite, a Juventus conquistou nada mais nada menos do que o bicampeonato da Serie A, principal torneio do país. No entanto, após um escândalo de manipulação de partidas, o time acabou rebaixado à segunda divisão e teve seus títulos cassados pelo Tribunal Disciplinar da Federação Italiana de Futebol.

Outros exemplos apresentados pelo treinador do Corinthians foram as seleções francesa e alemã. De acordo com ele, a formação tática da dupla durante a Copa do Mundo de 2014 é referenciada pelo clube do Parque São Jorge, que joga com Bruno Henrique à frente da defesa, Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom na segunda linha de quatro e, por fim, Vagner Love.

'Foi o grande sistema que a França teve, que a Alemanha teve. Não são nem três atacantes, nem três volantes. São três meio-campistas, que tanto sabem defender, como atacar. Um deles é sempre o armador, e são jogadores de lado. No caso da Alemanha, é o Mario Götze, na França é o Valbuena, com dois agressivos, com dois jogadores de área', explicou.

Veja Mais:

  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes
  • Jô está de férias e só volta ao CT Joaquim Grava em janeiro

    Jô é liberado pelo Corinthians para férias e não aparece no CT nesta sexta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes