Presidente afirma que Pato tentou ludibriar Corinthians

Presidente afirma que Pato tentou ludibriar Corinthians

Por Meu Timão

28 mil visualizações 159 comentários Comunicar erro

Pato entrou na Justiça para conseguir que o Timão quitasse dívida por direitos de imagem

Pato entrou na Justiça para conseguir que o Timão quitasse dívida por direitos de imagem

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Os mais de 30 milhões de corinthianos esperam que o Timão consiga acertar a venda do atacante Alexandre Pato. Ao lado deles, está o presidente Roberto de Andrade, que vive dizendo que reza todo dia para que isso aconteça.

A relação que já era conturbada desde que Pato foi emprestado ao São Paulo, ficou pior quando o atleta recorreu à Justiça para recebe dez meses de direitos de imagens atrasados. Para Roberto de Andrade, o jogador tentou ludibriar o Timão com essa atitude.

"Eu nunca tentei acordo com o Pato. Se não devo nada para ele, não vou fazer acordo para quem não devo. Nunca dei um telefonema para ele, nem ninguém aqui dentro. Primeiro: o Corinthians não devia para o Pato, devia para uma empresa, e com essa empresa mantínhamos relacionamento e pagamos. O que o Pato fez foi tentar dar um "passa-moleque" (ludibriar). Ele não tinha direito de cobrar nada, o direito de imagem não é dele. Ele queria conseguir os direitos econômicos e sair livre. A justiça mostrou que ele estava errado", criticou Roberto de Andrade, em entrevista exclusiva ao jornal "LANCE!".

Emprestado ao São Paulo até o final do ano, o Corinthians não quer ter que reintegrá-lo ao elenco na próxima temporada. Por isso e para recuperar o investimento feito, o clube tem oferecido o atleta para vários times do exterior. Com o fim da janela de transferência no final deste mês, Roberto não teme que isso a má relação entre as partes possa ser prolema.

"Dinheiro não atrapalha ninguém. Na hora que abanar o dinheiro, abraça correndo. Ele é funcionário do clube. Eu quero vender. Ele pode dizer que não vai? Tudo pode. O que ele vai ganhar com isso?", declarou.

"Não muda nada. A bola entra, ele chuta, não muda nada, essa é minha vontade de vender, eu não preciso falar o contrário. Ou vocês querem que eu faça um busto do Pato aqui? Eu quero vender, se ele vai, não vai... aí é negócio, não dá para responder por ele", completou o mandatário.

Veja Mais:

  • Árbitro que prejudicou Corinthians diante do Flamengo é escalado para volta das semifinais

    Árbitro que prejudicou Corinthians diante do Flamengo é escalado para volta das semifinais

    ver detalhes
  • Agora capitão fixo do Corinthians, Cássio ergue a taça do hepta, em 2017

    Fim de rodízio? Volante do Corinthians nega conversa de Jair sobre escolha de capitão fixo

    ver detalhes
  • Pacaembu irá receber clássico entre Corinthians e Santos no Brasileirão

    Rival solicita, e Corinthians voltará ao Pacaembu ainda em 2018

    ver detalhes
  • Reservas fizeram uma atividade de um contra um durante boa parte desta terça-feira

    Treino do Corinthians tem ausência de titulares, um contra um dos reservas e goleiros no futevôlei

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes