Relembre os seis títulos do Corinthians no Campeonato Brasileiro

Relembre os seis títulos do Corinthians no Campeonato Brasileiro

É hexa! O Corinthians é o campeão do Campeonato Brasileiro de 2015. A confirmação do título, de maneira antecipada, veio nesta quinta-feira, após o empate com o Vasco da Gama, em São Januário.

A taça conquistada por Tite, Renato Augusto, Jadson e companhia, é a sexta da história alvinegra no Brasileirão. Por isso, o MEU TIMÃO relembra um pouco de cada um desses momentos marcantes, com jogadores, artilheiros, estatísticas e até um vídeo com tudo sobre os títulos nacionais do Timão.

Relembre os seis títulos do Timão no Brasileiro

Campeão - 1990

O primeiro título do Corinthians no Campeonato Brasileiro foi conquistado em 1990. Foi um ano marcante, com um elenco raçudo e com a cara do Timão. O título ainda foi conquistado em cima do rival, São Paulo, que era considerado favorito, no Morumbi, com mais de 100 mil torcedores presentes.

O gol que garantiu a taça foi marcado por Tupãzinho, o talismã da Fiel. O grande destaque da campanha alvinegra naquele ano foi o meia Neto, que marcou nove gols, sendo cinco em cobranças de falta. No total, foram 23 gols em 25 partidas (12 vitórias, oito empates e cinco derrotas) - e apenas 20 gols sofridos.

Time base: Ronaldo; Giba, Marcelo Djian, Guinei e Jacenir; Márcio, Wilson Mano, Neto (Ezequiel) e Tupãzinho; Fabinho e Mauro (Paulo Sérgio).
Técnico: Nelsinho Baptista.

Bicampeão - 1998

O segundo título alvinegro foi quase um presente de Natal para os corinthianos. A final aconteceu no dia 23 de dezembro daquele ano e o Corinthians bateu o Cruzeiro. Foram três partidas para definir o campeão, sendo dois empates e uma vitória do Timão, no último jogo, por 2 a 0. Dinei, Marcelinho Carioca (3) e Edílson marcaram os gols dos três jogos.

Mais uma vez, o Timão levantou a taça no Morumbi, estádio do rival, conhecido como salão de festas alvinegro. Depois de oito anos da primeira conquista, apenas o atacante Dinei fazia parte do elenco de 1990, mas não era titular.

Time base: Nei, Índio, Batata, Gamarra e Silvinho; Ricardinho, Vampeta, Rincón e Marcelinho; Edílson e Mirandinha.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Tricampeão - 1999

Um ano depois, o terceiro título. Dessa vez, a conquista foi em cima do Atlético-MG, também dentro do Morumbi, e no esquema de três partidas - os gols foram marcados por Vampeta e Luizão (3). A campanha do Timão nesse ano foi de 18 vitórias, cinco empates e apenas seis empates.

Além de Vampeta e Luizão, Marcelinho, Rincón e Ricardinho também ajudaram o time a conquistar o melhor ataque da competição, com 49 gols marcados. O título foi um dos mais importantes da história. Foi por causa da conquista que o Timão ganhou uma vaga na disputa do Mundial de Clubes de 2000 - o primeiro título mundial do Corinthians. O segundo viria somente em 2012.

Time base: Dida; Índio, João Carlos, Márcio Costa e Kléber; Vampeta, Gilmar, Ricardinho e Marcelinho Carioca. Edílson e Luizão.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Tetracampeão - 2005

O polêmico Campeonato Brasileiro de 2005 teve o Corinthians como campeão. Várias partidas foram anuladas por conta do esquema da máfia do apito, envolvendo o ex-árbitro Edilson Pereira de Carvalho. Essa foi a primeira vez que o Timão conquistou o Brasileiro depois do início da fórmula dos pontos corridos.

O título deste ano ficou marcado, claro, pelo #Eterno7x1. No dia 6 de novembro, o Timão venceu o Santos, pelo placar de 7 a 1, dentro do Pacaembu, aplicando uma das goleadas mais vergonhas da história do time da Baixada Santista. O feito é lembrado até os dias atuais. Carlos Tévez foi o terceiro maior artilheiro da competição, com 20 gols.

Time base: Fábio Costa, Marinho, Wendel, Coelho e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Rosinei, Bruno Octávio e Carlos Alberto; Nilmar e Carlos Tévez.
Técnico: Antônio Lopes.

Pentacampeão - 2011

Com um aproveitamento de mais de 60%, o Corinthians garantiu o quinto título do Campeonato Brasileiro e o primeiro sob o comando do técnico Tite. A confirmação da taça veio em cima do rival, Palmeiras, no Pacaembu, na última rodada da competição. A equipe terminou a competição com a melhor defesa, tomando apenas 36 gols em 38 jogos.

Nesse ano, uma goleada em cima de um rival também marcou a campanha alvinegra. Em junho, o Corinthians venceu o São Paulo por 5 a 0, com três gols de Liédson - que foi o artilheiro corinthiano com 12 gols -, um de Jorge Henrique e outro de Danilo.

A última partida também ficou marcada pela homenagem ao ídolo Doutor Sócrates, que faleceu no mesmo dia. Todos os jogadores estenderam o braço direito para o alto, símbolo característico do ex-jogador do Timão.

Time base: Júlio César, Alessandro, Paulo André, Leandro Cástan e Fábio Santos; Ralf; Paulinho e Alex; Willian, Jorge Henrique e Liédson.
Técnico: Tite.

Hexacampeão - 2015

Nem o mais otimistas dos corinthianos sonhava com o hexacampeonato no início do ano. O Timão começou a temporada com duas eliminações na sequência, na Libertadores e no Paulista, e perdeu peças importantes durante uma grave financeira.

O grupo, comandando pelo técnico Tite, porém, deu a volta por cima e conquistou o título do Brasileirão de maneira antecipada, faltando ainda três rodadas a serem disputadas na competição. A campanha foi quase perfeita: líder isolado, melhor mandante, melhor visitante, melhor defesa (só 26 gols sofridos) e melhor ataque (63 gols marcados).

Com grandes destaques, como Jadson (artilheiro da equipe com 13 gols) e Renato Augusto, que deve ser eleito o melhor jogador do Brasileirão neste ano, a campanha ficou marcada pela união do grupo.

Time base: Cássio; Fagner (Edílson), Felipe, Gil Uendel (Arana); Ralf, Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love.
Técnico: Tite.

Confira um vídeo com momentos marcantes dos seis títulos do Timão

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes