Invasão ao Maracanã completa 39 anos neste sábado

1.5 mil visualizações 28 comentários

Por Meu Timão

05 de dezembro de 1976: a primeira Invasão Corinthiana

05 de dezembro de 1976: a primeira Invasão Corinthiana

Divulgação

Há exatos 39 anos, a torcida do Corinthians protagonizava uma das histórias mais incríveis do futebol brasileiro. Em 1976, o Timão chegou à semifinal do Campeonato Brasileiro e teve de enfrentar o Fluminense, tido como a melhor equipe da época. Não o bastante, a chamada “Máquina Tricolor” contava com o craque Rivellino, que havia deixado o Parque São Jorge no ano anterior.

Para promover o confronto, o então presidente do time das Laranjeiras, Francisco Horta, provocou a Fiel torcida e ofertou metade da carga de ingressos ao Corinthians. O dirigente, no entanto, acabou surpreendido com a força dos corinthianos – ao menos 70 mil “loucos” saíram de São Paulo rumo ao Rio de Janeiro para acompanhar o Timão, que não conquistava um título havia 22 anos.

No dia 05 de dezembro daquele ano, milhares de torcedores do Corinthians invadiram a cidade carioca e dividiram as arquibancadas do estádio do Maracanã ao meio. O time alvinegro, sem “estrelas”, era formado por: Tobias; Zé Maria, Moisés, Zé Eduardo e Wladimir; Ruço, Givanildo e Neca; Waguinho, Geraldão e Romeu. Apesar da festa da Fiel, o Fluminense abriu o placar com Pintinho.

A equipe do Parque São Jorge não sentiu o golpe e empatou o duelo antes do fim do primeiro tempo com o meia Ruço. Durante o intervalo, a chuva que já incomodava se transformou num temporal, deixando o clássico amarrado até o término da etapa complementar. Com o 1 a 1, a classificação para a final do Brasileirão seria decidida nas penalidades máximas. Naquele momento, Tobias virou um gigante.

O goleiro do Corinthians defendeu duas cobranças – ou três, já que o árbitro anulou a tentativa de Rodrigues Neto, do Fluminense. “Eu tinha que escolher um canto, né? Aí, mandou voltar, cara... Aí, ele voltou, bateu e eu peguei novamente. Na segunda cobrança, o Carlos Alberto bateu e eu peguei. Aí, já caiu uns dez no fosso, o cara já foi pra UTI (risos)”, conta Tobias, em entrevista ao Esporte Espetacular.

Sem errar nenhum pênalti, o Timão derrotou o adversário carioca e fez a multidão corinthiana viver um dia inesquecível no Maracanã. Ao todo, 146.043 pessoas pagaram ingresso para ver o confronto, maior público pagante que já assistiu a uma partida do time do Parque São Jorge. Apesar da semifinal histórica, o Corinthians acabou derrotado pelo Internacional por 2 a 0 na decisão e deixou o fim do “tabu” para o Campeonato Paulista de 1977.

Confira a publicação do Timão no Facebook sobre a Invasão Corinthiana

Um dia histórico! O 05 de dezembro está marcado como uma das principais datas da história do Timão, pois em 1976 a Fiel...

Posted by SC Corinthians Paulista on Sábado, 5 de dezembro de 2015

Veja Mais:

  • Segredo do Corinthians de Tiago Nunes e antecipação da venda de Carlos Augusto | #RMT

    VÍDEO: Segredo do Corinthians de Tiago Nunes e antecipação da venda de Carlos Augusto | #RMT

    ver detalhes
  • Bruno Méndez e Lucas Piton durante o último treino do Corinthians antes da final do Paulista

    Corinthians finaliza preparação para decisão do Paulista; veja provável escalação contra Palmeiras

    ver detalhes
  • Cássio concedeu entrevista coletiva no início da tarde desta sexta-feira no CT Joaquim Grava

    Cássio celebra entrada no seleto grupo dos 10 jogadores que mais atuaram pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner e Ramiro durante a final do Paulistão 2020

    [Publi] Apostadores apontam Palmeiras como favorito, mas Corinthians vai em busca do tetra

    ver detalhes
  • Luan ainda não terminou uma partida depois da paralisação

    Luan foi substituído em todos os jogos do Corinthians após a pausa; saídas nos Dérbis vieram antes

    ver detalhes
  • Pedrinho publica foto com camisa do Benfica após chegar em Portugal nesta sexta-feira

    Ex-Corinthians, Pedrinho chega em Portugal para se apresentar ao Benfica

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: