Elias prevê início de temporada difícil e pede apoio da Fiel

Elias prevê início de temporada difícil e pede apoio da Fiel

Por Meu Timão, da Flórida (EUA)

Um dos líderes do atual Corinthians, Elias pediu paciência neste início de trabalho à torcida alvinegra

Um dos líderes do atual Corinthians, Elias pediu paciência neste início de trabalho à torcida alvinegra

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Depois de perder alguns de seus principais jogadores, o Corinthians terá um começo de temporada aquém do ideal. Essa é a projeção do volante Elias, que chegou a receber uma proposta milionária para se transferir ao Hebei China Fortune, da China, mas optou por permanecer no Parque São Jorge.

Representante do Timão na Parada da Disney, em Orlando (EUA), o camisa 7 falou sua expectativa para a primeira partida do ano – logo contra o Atlético-MG, neste domingo, em Boca Raton. “Sabemos a pressão que é jogar no Corinthians. Independente do jogo, tem que ganhar”, disse.

“Mas o mais importante é jogar bem, mostrar qualidade, competitividade, porque logo mais vem um campeonato muito difícil”, previu Elias. Na manhã desta sexta-feira, o elenco alvinegro realizou o segundo treinamento tático-técnico em solo norte-americano sob o comando do técnico Tite.

O treinador, porém, deixará para definir a equipe apenas na atividade programada para este sábado. Um dos destaques do hexacampeão brasileiro, Elias explicou que os jogos de pré-temporada são importantes para readquirir a forma física. “Não estamos em perfeitas condições, mas estamos melhorando a cada dia. Readquirindo condição de jogo com certeza é muito mais importante do que só forma física.”

Sem contar com Ralf, Jadson e Renato Augusto, que deixaram o Corinthians nas últimas semanas rumo à China, e Vagner Love, novo reforço do Monaco (FRA), Tite terá de quebrar a cabeça para achar um novo padrão tático para o time alvinegro. Por isso, o camisa 7 faz um pedido aos torcedores.

“Para ter confiança no trabalho que foi feito no ano passado. Mesmo com perda de jogadores, jogamos bem e fomos campeões. Então que continuem apoiando, será difícil, sabemos disso, mas com o apoio deles as coisas se tornarão um pouco mais fáceis”, ponderou o meio-campista, que reconheceu que o início de 2016 será de cobrança e pressão.

“Vai ser difícil. O torcedor corinthiano sabe disso. É ajudar a gente, apoiar da melhor maneira, porque estamos remontando a equipe. Peço paciência e compreensão e que nunca deixem de apoiar o Corinthians. Quem esteve aqui ano passado demonstrou empenho e respeito à camisa do Corinthians”, finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthiano Luidy é o novo reforço do Figueirense

    Anunciado por clube da Série B, Luidy agradece Corinthians

    ver detalhes
  • Timão e Caixa não chegaram a acordo pela renovação

    Corinthians recebe ofertas, mas pode permanecer sem patrocínio master na decisão; veja imposições

    ver detalhes
  • Fagner não corre risco de perder finais do Paulistão

    Julgamento de Fagner por suposta agressão no Majestoso acontecerá só após finais do Paulistão

    ver detalhes
  • Jadson, com a 10, fez um dos gols contra a Universidad de Chile na Arena

    Corinthians vai devolver camisa 10 a Jadson; utilização na decisão ainda é incógnita

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes