Com partida abaixo do esperado, Tite assume estar 'recolhendo os cacos'

Com partida abaixo do esperado, Tite assume estar 'recolhendo os cacos'

Por Meu Timão

Após o fim da partida, Tite concedeu entrevista coletiva e analisou a atuação de seus jogadores

Após o fim da partida, Tite concedeu entrevista coletiva e analisou a atuação de seus jogadores

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Ainda que em início de temporada, o Corinthians não conseguiu fazer uma boa partida contra o Fort Lauderdale Strikers (EUA), neste sábado, na Flórida. Com uma formação reserva, o Timão teve dificuldades em criar lances de perigo e fechou a pré-temporada em solo norte-americano com um empate em 0 a 0.

Em entrevista coletiva, o técnico Tite admitiu que o desempenho da equipe alvinegra esteve abaixo do ideal e voltou a lembrar da saída dos cinco hexacampeões brasileiros – Gil, Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love. “Eu não sou um cara de esconder meus sentimentos, ainda estou recolhendo os cacos dos atletas todos que saíram”, lamentou o treinador.

Apesar disso, porém, o treinador ressalta que o duelo serviu para mostrar a força do atual grupo corinthiano. “Confiante nas respostas do grupo todo, os dois bons jogos que fizemos, o jogo contra o Shakhtar deu uma consistência muito grande. Shakhtar mais Atlético-MG, associado a Leverkusen, eram as equipes mais fortes do torneio”, analisou.

No tradicional 4-1-4-1, o Timão foi a campo com: Matheus Vidotto; Edílson, Pedro Henrique, Vilson e Guilherme Arana; Cristian; Lucca, Gustavo Vieira, Moisés e Marlone; Stiven Mendoza. O conjunto, entretanto, demorou a engrenar na primeira etapa e viu o Strikers, que vinha de duas derrotas consecutivas, ser superior.

“O nível técnico esteve abaixo sim. Quando tu joga a favor do vento ainda dá pra triangular. Quando tu faz pressão alta, a bola longa já não flui, ela não acontece. A falta de entrosamento, o Moisés jogando sem ser da posição dele. Mas ela tem muito mais uma característica de dar oportunidades individualmente do que coletivamente”.

Já no período complementar, após a entrada de Ángel Romero e Danilo no ataque, o Corinthians passou a ficar com a posse de bola e teve oportunidades de sair com a vitória. Mas, para Tite, a proposta do amistoso era dar cancha a jogadores que ainda não haviam mostrado serviço em jogos oficiais na temporada, casos de Douglas, Vilson e Alan Mineiro.

“Ela (partida) quebra o gelo do Vilson, tu dá uma sequência pro Marlone, consegue trabalhar com o Cristian. Teve muito mais um cunho de observação individual. O processo criativo só teve no segundo tempo”, finalizou. A delegação alvinegra retorna ao Brasil somente neste domingo.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians fez festa no estádio do Racing

    Fotógrafo registra vídeo sensacional no meio da torcida do Corinthians no estádio do Racing

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes
  • Esporte é praticado nas dependências do Corinthians desde a década de 50

    Saem as chuteiras, entra o pandeiro: conheça o Tamboréu, modalidade tradicional do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille vai mudar rotina do Timão e tirar concentração do CT

    Pela primeira vez em seis anos, Corinthians deixa CT para se concentrar ao lado do Morumbi

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes