'Tranquilo' em relação a lesões, Guilherme cita preferência por função e projeta Libertadores

'Tranquilo' em relação a lesões, Guilherme cita preferência por função e projeta Libertadores

Por Meu Timão

Recém-chegado, Guilherme ainda não sabe qual número de camisa usará

Recém-chegado, Guilherme ainda não sabe qual número de camisa usará

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Quinto reforço do Corinthians para a temporada de 2016, o meia-atacante Guilherme foi oficialmente apresentado. Após participar do primeiro treino com bola junto do elenco, nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava, o jogador concedeu entrevista coletiva e celebrou o bom momento na carreira – sobretudo a distância do departamento médico.

“Tem um bom tempo que as lesões não existem, estou muito tranquilo em relação a isso, ainda mais amparado por grandes profissionais que aqui estão”, afirmou Guilherme. “Saíram grandes jogadores, mas é importante frisar que os que ficaram também são campeões. Posso chegar e atuar. Não me vejo pressionado, sabem o que esperar de mim”, avisou.

Formado no Cruzeiro, Guilherme acumula passagens por Dínamo de Kiev (UCR), CSKA Moscou (RUS) e Atlético-MG. Apesar das boas atuações, o apoiador passou a conviver com repetidas contusões. Em agosto de 2015, ele acabou negociado com o Antalyaspor (TUR), onde atuou tanto no meio de campo quanto no ataque.

“Já tem alguns anos que jogo no meio-campo, na armação da equipe, servindo os atacantes. Mas, em caso de necessidade, não vejo problema em jogar mais adiantado. Tudo é questão de treinamento. Talvez hoje eu tenha facilidade maior pelo meio”, brincou. “Entre os 11, só não dá para ser na zaga ou no gol. Do meio para frente, com treinamento, podemos nos ajustar”, continuou.

Com Guilherme, o técnico Tite passa a ter a uma nova opção para a armação do Corinthians, que perdeu suas principais peças do hexacampeão brasileiro. Somente neste início de ano, Edu Dracena, Gil, Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love deixaram o Parque São Jorge. Ainda assim, o novo reforço projeta boas novas para a sequência de 2016.

“A dificuldade vai ser geral, talvez a gente sofra um pouco mais porque a competição está bem aí em cima. Ficaram jogadores que já vinham treinando, já sabem da filosofia. É tentar fazer o máximo, pelo que tenho sentido os questionamentos são mais de fora para dentro. Aqui está todo mundo confiante”.

Questionado se o Timão é um dos favoritos ao título da Copa Libertadores da América, o meia-atacante foi pragmático. “O favoritismo é algo que também vem de fora para dentro. Existe uma linha que é mantida desde alguns anos. Cedo ou tarde, o time vai colher coisas boas”, concluiu.

Veja Mais:

  • Copa Sul-Americana terá 32 classificados na segunda fase

    Copa Sul-Americana chega a 21 classificados; torneio pode ter até sete campeões da Libertadores

    ver detalhes
  • Léo Santos (à dir.) deixou atividade mais cedo por conta de bolhas nos pés; Paulo Roberto foi testado na zaga

    Zagueiro deixa treino e faz Carille improvisar nesta quinta-feira; veja escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • O meia Régis, do Bahia, recebeu elogios do técnico Fábio Carille

    Corinthians prioriza reforço para a zaga, e dispensa indicação por meia do Bahia

    ver detalhes
  • Sem oportunidades, Bruno Paulo está próximo de deixar o Corinthians

    Fora dos planos do Corinthians, Bruno Paulo negocia com time pernambucano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes