Tite evita escalar Timão e valoriza grande fase do elenco

Tite evita escalar Timão e valoriza grande fase do elenco

Por Meu Timão

6.9 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Mesmo após grande reformulação, equipe de Tite lidera ranking geral do Campeonato Paulista e soma quatro vitórias consecutivas em 2016

Mesmo após grande reformulação, equipe de Tite lidera ranking geral do Campeonato Paulista e soma quatro vitórias consecutivas em 2016

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Nem mesmo a vitória por 3 a 0 sobre o São Bernardo, na noite quarta-feira, no estádio Primeiro de Maio, fez Tite abrir mão do discurso tradicional. Em entrevista coletiva após o apito final, o treinador fez questão de declarar que nenhum atleta tem vaga cativa na equipe, apesar de ressaltar peças individuais da “engrenagem alvinegra”.

“Quem está fazendo exercício de escalação é tu (risos)”, comentou Tite, ao ser questionado por um repórter se Rodriguinho, autor de dois dos três gols do Corinthians na partida (Lucca também foi às redes), estaria à frente do meia Guilherme na disputa pela posição de titular, já que o volante Elias está em fase final de recuperação de lesão e deve voltar ao time.

“Está aberto. A equipe está se construindo. Recebi uma pergunta assim na última coletiva: ‘O Rodriguinho está sendo questionado...’. Olha a bola que ele chegou. O Bruno Henrique também, olha a bola que ele chegou. O Willians jogou muito o jogo passado. O Edílson foi o melhor jogo que ele fez (contra o Linense)”, acrescentou o comandante. “Não sei, não sei qual a equipe”.

Outro destaque elencado pelo técnico do Timão foi Fagner. Assim como na vitória por 4 a 0 sobre o Linense, no último sábado, na Arena, o lateral-direito teve atuação decisiva na defesa, além de contribuir com uma assistência para o primeiro gol de Rodriguinho. Para Tite, o camisa 23 tem sido fundamental no apoio ao ataque.

“Largura do campo também, não é só profundidade central. A largura do campo é com Lucca e com Romero, é com o lateral mais adiantado. Como nós tínhamos dois, os dois que abriram em profundidade eram de um lado Fagner e do outro Lucca”, analisou o treinador, que ainda revelou uma conversa com o auxiliar técnico Fábio Carille antes do segundo gol de Rodriguinho.

“Foi passada a informação através do Carille que ele (Rodriguinho) estava com desconforto na perna. A jogada rodou com a bola no pé e a bola atravessou. O Guilherme fez a assistência e o Rodriguinho ‘largou a vara’ com a perna esquerda”, relatou Tite. “Só falta ele dizer que a perna que estava sentindo era a esquerda, aí vai me deixar louco (risos)”. Após o tento, o camisa 26 deu lugar ao jovem Maycon.

Antes de deixar a sala de imprensa do Primeiro de Maio, o comandante corinthiano admitiu que, independentemente do esquema tático, a tendência é de que o time seja formado por quatro meio-campistas e dois atacantes. “Primeiro, o sistema eu coloco 4-1-4-1. Mas são quatro jogadores de meio-campo e dois atacantes. Se tivessem Romero e Lucca na beirada, seria 4-3-3”, concluiu.

Veja Mais:

  • Campeão paulista, Balbuena levantou sua terceira taça como jogador do Corinthians

    Corinthians anuncia renovação de contrato de Balbuena

    ver detalhes
  • Roger pode estrear pelo Timão no domingo, contra o Atlético-MG, fora de casa

    Corinthians com centroavante? Carille prevê chances pontuais a Roger até Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Sheik comemora gol sobre Mirassol na Arena; atacante vai a Salvador com Timão

    Com Sheik, sem Renê: veja lista de relacionados do Corinthians para jogo contra o Vitória

    ver detalhes
  • Carille aposta em retorno de trio para surpreender Vitória no Barradão

    Carille arma Corinthians com três mudanças para estreia na Copa do Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes