Uendel detalha plano de Tite em vitória dramática e projeta Derby

11 mil visualizações 52 comentários

Por Meu Timão

Uendel (à dir.) ressaltou importância do Derby do próximo domingo para o Corinthians, novo líder do Brasileirão

Uendel (à dir.) ressaltou importância do Derby do próximo domingo para o Corinthians, novo líder do Brasileirão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O lateral-esquerdo Uendel contou com detalhes as estratégias usadas pelo técnico Tite para vencer o Coritiba por 2 a 1, de virada, na noite de sábado. Em entrevista após o apito final na Arena Corinthians, o jogador, dono de um gol e uma assistência ao longo do duelo dramático, brincou sobre a postura ofensiva do Timão e analisou as trocas promovidas pelo treinador no período complementar.

“Parecia 'bang bang' (risos). A gente atacava e depois, quando via, tinha quatro contra um. Fomos para o tudo ou nada. O Tite tirou um zagueiro, colocou mais um atacante. Mesmo assim tínhamos um padrão. Seguramos mais o Bruno. Claro que a gente se expôs, mas nesses minutos finais foi como o torcedor gosta, foi na raça mesmo”, afirmou Uendel, eleito o melhor da partida pelos torcedores do Meu Timão.

A primeira alteração de Tite ocorreu já no intervalo do confronto, quando o Corinthians perdia pelo placar mínimo: discreto, o meia-atacante Marlone deu lugar a Giovanni Augusto, titular nos três últimos jogos. Além de usufruir do camisa 17, o comandante alvinegro mandou a campo o experiente Danilo e o centroavante André, sacando o volante Cristian e o jovem Pedro Henrique, respectivamente.

“A gente sabia que era importante a vitória em casa. Futebol não tem justiça. Tomamos um gol, mérito deles. Mas pressionamos o jogo todo e foi um mérito para nós. Corremos um risco, mas valeu a pena”, acrescentou o lateral, que viu Negueba colocar os visitantes em vantagem, mas deu o passe para o gol de André e marcou, de cabeça, o tento do triunfo heroico do Corinthians.

Mesmo que ainda no calor do jogo, Uendel projetou o clássico diante do Palmeiras, marcado para o próximo domingo (12), no Allianz Parque. De acordo com o corinthiano, o desempenho do Timão frente ao adversário paranaense e a liderança do Brasileirão, obtida após a derrota do Internacional para o Vitória, servem como motivação.

“Esse era nosso discurso, dormir na liderança. É começo de campeonato, mas é liderança. Nos dá confiança, nos dá moral. Não sabemos o que vai acontecer amanhã (domingo), mas é uma semana importante, semana de clássico. Nos dá moral para ir ao Allianz e fazer um bom jogo”.

“A gente encara como final todo jogo. Sabemos que lá na frente, faltando uma ou duas rodadas, íamos olhar para esse jogo de hoje e lembrar que fez falta. Encaramos como uma final porque os três pontos de hoje valem o mesmo do jogo contra o Palmeiras ou o último jogo. Uma vitória que dá muita moral para e equipe, mostra que estamos no caminho certo”, finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthians pode ter novidades na equipe titular contra o Juventude, nesta quinta-feira, em Caxias

    Equipe titular do Corinthians pode ter novidades; elenco completo deve viajar para Caxias

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo decidem o título do Paulistão Feminino nesta quarta-feira

    Corinthians recebe o São Paulo na Neo Química Arena pelo título do Paulistão Feminino; veja detalhes

    ver detalhes
  • Grêmio depende do Corinthians para não ser rebaixado

    Corinthians deve receber 'incentivo financeiro' do Grêmio para vencer o Juventude, diz repórter

    ver detalhes
  • Corinthians prepara um time diferente no futsal para 2022

    Corinthians encaminha sete contratações para 2022 no futsal; veja os nomes

    ver detalhes
  • Michel Macedo não deve jogar contra o Corinthians

    Michel Macedo deve desfalcar o Juventude contra o Corinthians; lateral está emprestado pelo Timão

    ver detalhes
  • Corinthians voltou a treinar nesta terça-feira

    Com Cantillo recuperado, Corinthians treina posse de bola e finalização de olho no Juventude

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x