Com dois gols nos minutos finais, Timão vira e assume a liderança

Corinthians Corinthians 2 x 1 Coritiba Coritiba

Brasileirão 2016

Com dois gols nos minutos finais, Timão vira e assume a liderança

Por Meu Timão

Corinthians ganhou de virada com gols de André e Uendel nos minutos finais

Corinthians ganhou de virada com gols de André e Uendel nos minutos finais

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Neste sábado chuvoso em São Paulo, o Corinthians recebeu o Coritiba na Arena em Itaquera. A partida, válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, podia dar ao Timão a liderança provisória da competição.

No Coritiba, no entanto, a situação era diferente. No Z4, depois de perder em casa por 4 a 3 para a Chapecoense, a equipe paranaense demitiu o técnico Gilson Kleina. O ex-jogador e auxiliar técnico Pachequinho assumiu a equipe interinamente para o confronto contra o Timão.

Apesar da importância do jogo, porém, Tite não pode contar com o time completo. Além das ausências de Yago (suspenso), Elias e Balbuena (convocados para Copa América), o treinador precisou abrir mão de Vilson, com edema, e Giovanni Augusto, com desgaste físico.

Assim, o Corinthians foi a campo com Walter; Fagner, Pedro Henrique, Felipe, Fagner; Cristian e Bruno Henrique; Marlone, Guilherme, Marquinhos Gabriel; Luciano. A novidade foi a presença do zagueiro Léo Santos, recém-promovido ao profissional, no banco de reservas.

Primeiro tempo

A primeira etapa da partida começou feia de se assistir - talvez pela chuva insistente que caía em Itaquera. As duas equipes iniciaram a partida um pouco desorganizadas e sem conseguir colocar a bola no chão.

O Corinthians, porém, foi o primeiro a se encontrar e começar a acertar o passe. Assim, por volta dos 16 minutos, o Timão teve sua primeira grande chance: Guilherme fez um passe para Uendel, que bateu forte contra o gol de Wilson. O goleiro fez a defesa, mas cedeu escanteio para o Corinthians.

Depois do lance, a equipe corinthiana cresceu muito na partida e começou a pressionar o Coritiba, segurando a bola no ataque e dando mais trabalho para a defesa alviverde.

Apesar das tentativas corinthianas, o Coritiba, na retranca, se defendeu bem. E o Corinthians novamente sofreu para finalizar e concluir ao gol. Dominando a etapa com 75% da posse de bola, a equipe só finalizou 5 vezes (contra 3 finalizações do Coritiba).

A arbitragem nos primeiros 45 minutos também deixou a desejar: faltou critério na marcação das faltas e cartões (Fagner e Cristian foram advertidos), houve um escanteio não dado e um pênalti duplo não marcado em Felipe - que foi empurrado e chutado na área do Coritiba.

Ao final da etapa, o Corinthians pagou caro pela sua dificuldade com as finalizações: já nos acréscimos, em jogada de contra ataque, Negueba saiu sozinho contra Walter e marcou, abrindo o placar para o Coritiba.

Segundo tempo

Com a desvantagem no placar, o Corinthians voltou com uma alteração no intervalo. Giovanni Augusto, que havia sido poupado, entrou no lugar de Marlone. A partida reiniciou e a chuva apertou em Itaquera, assim com o a pressão corinthiana.

O Corinthians chegou muito perto do empate com Bruno Henrique, que após receber um cruzamento na medida de Uendel, cabeceou na trave. Correndo atrás do resultado, o Timão jogou o time todo para o campo ofensivo, e Tite fez sua segunda mudança.

Com menos de dez minutos de jogo, Danilo entrou no lugar de Cristian e deixou a equipe mais ofensiva. O meia corinthiano deu trabalho para o goleiro Wilson em seu primeiro lance na partida, quando driblou o lateral Juninho e bateu forte para a espalmada do arqueiro adversário.

Depois dos minutos iniciais, porém, o Corinthians perdeu o ímpeto e acabou aceitando a retranca do Coritiba. A equipe do Paraná fez jogo sujo, e abusou da cera em campo - aproveitando-se do completa falta de controle do árbitro na partida.

Ao Timão, faltava criatividade e a equipe apostava em cruzamentos na congestionada área do Coritiba. Por isso, sem opção, Tite fez sua última e ousada alteração: sacou o zagueiro Pedro Henrique e colocou em campo o atacante André, aos 32 minutos de jogo.

Aos 39 minutos, mais uma chance que veio dos pés de Danilo. O meia fez bonito passe para Fagner que cruzou preciso para Marquinhos Gabriel. O camisa 31 recebeu de cara para o gol na pequena área, mas finalizou para fora.

A salvação corinthiana, no entanto, veio dos pés de André aos 44 minutos. O jogador aproveitou a sobra, e de carrinho empatou a partida para o Timão. O empate, porém, não fazia jus ao que foi a partida: o Corinthians teve 77% de posse de bola e finalizou 16 bolas (contra apenas cinco do Coritiba).

Quando a vitória parecia perdida, porém, Itaquera gritou com mais um gol corinthiano: aos 50 minutos, Uendel marcou o segundo e sacramentou a virada. O resultado, heroico, colocou o Timão na liderança do Brasileirão.

Agora, a equipe terá uma semana livre para se preparar para o clássico. Isso porque o próximo jogo do Corinthians, contra o Palmeiras, acontece no domingo dia 12 de junho. A partida, transmitida às 16h, deve marcar a volta do Timão à TV aberta após quatro jogos apenas no pay-per-view.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Coritiba

  • 1000 caracteres restantes