Na reserva, Lucca pede trabalho extra para comissão técnica

Na reserva, Lucca pede trabalho extra para comissão técnica

Por Meu Timão

Lucca pediu treinos extras à comissão técnica do Timão

Lucca pediu treinos extras à comissão técnica do Timão

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O atacante Lucca não vai esperar a oportunidade de retornar ao time titular do Corinthians cair do céu. Na reserva, o jogador pediu um trabalho extra para a comissão técnica alvinegra.

A informação foi confirmada própria comissão ao portal GloboEsporte. Nesta sexta-feira, após o treinamento com o grupo, o atacante permaneceu no gramado treinando ao lado de Fábio Mahseredjian.

Lucca realizou uma carga extra de treino físico mesmo depois de participar de todas as atividades do dia do Timão. A vontade a mais foi um pedido do jogador, que não está satisfeito com a condição de reserva.

Lucca iniciou a temporada de 2016 como titular. Jogou no Campeonato Paulista e na Taça Libertadores da América, mas perdeu espaço, ainda com Tite. Com Cristóvão segue no banco de reservas, enquanto Romero e Luciano jogam na equipe principal.

Além do trio, Cristóvão Borges ainda possui como opção Marlone e Rildo para o ataque do Corinthians. André, que também já foi titular em 2016, e Bruno Paulo, ainda estão entregues ao departamento médico.

Veja Mais:

  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Sanchez denunciou também que Odebrecht abriu portas da Arena a repórteres, para mostrar 'somente o que quer'

    Andrés Sanchez se pronuncia sobre auditoria da Arena e critica Corinthians

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes