Ovacionado por corinthianos, Renato Augusto revela emoção no retorno à Arena

Ovacionado por corinthianos, Renato Augusto revela emoção no retorno à Arena

Por Meu Timão

Renato Augusto teve de segurar as lágrimas na volta à Arena Corinthians

Renato Augusto teve de segurar as lágrimas na volta à Arena Corinthians

Foto: Lucas Figueiredo/MoWa Press

Além da Colômbia, o meia Renato Augusto se preocupou com outro importante fator na volta à Arena Corinthians: a emoção de estar em casa. Um dos destaques da vitória por 2 a 0 da Seleção Brasileira, na noite deste sábado, em Itaquera, o ex-camisa 8 do Corinthians falou sobre o sentimento de voltar ao estádio no qual foi hexacampeão brasileiro. Segurar as lágrimas foi tão difícil quanto liderar o meio-campo canarinho.

“Quase chorei na hora do Hino Nacional. Segurei um pouquinho. Vivi um tempo feliz aqui, um tempo bom, e o carinho do torcedor quando entrei em campo foi especial. Apesar de não estar mais no Corinthians, ele está guardado no meu coração”, afirmou Renato Augusto, celebrado pelos torcedores alvinegros presentes na Arena.

Nas mãos de Tite, hoje na Seleção principal, Renato Augusto recuperou o bom futebol e, ao lado de Jadson, levou o Timão à conquista do Brasileirão 2015. O meia de 28 anos ainda acabou eleito o melhor jogador da competição, o que o levou a entrar na mira do futebol chinês. Logo no início desta temporada, foi vendido ao Beijing Guoan (CHN), time que também levou o volante Ralf.

Sobre o triunfo brasileiro, o qual garantiu a classificação da equipe verde-amarela para a semifinal dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Renato Augusto minimizou a postura combativa dos colombianos e comentou a liberdade que tem para ser o homem de confiança do técnico Rogério Micale dentro de campo.

“Eles queriam desestabilizar o time, mas depois a equipe se estabilizou. O segundo tempo foi mais brigado. De forma geral fizemos um grande jogo. (...) Às vezes vejo uma coisa, comento, faço, o Micale me dá liberdade e sai naturalmente”, finalizou.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes