Incomodado, Cristóvão Borges critica 'visão do torcedor'

Incomodado, Cristóvão Borges critica 'visão do torcedor'

Por Meu Timão

Cristóvão não teme, mas questiona as críticas que vem recebendo no comando do Timão.

Cristóvão não teme, mas questiona as críticas que vem recebendo no comando do Timão.

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Há três rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro, o técnico do Corinthians, Cristóvão Borges, questionou as cobranças que vem recebendo desde sua chegada ao clube alvinegro. O treinador prepara o seu time para o confronto contra o Vitória desta segunda, às 20h, na Arena Corinthians, pela 21ª rodada na competição nacional.

Durante entrevista coletiva desta sexta-feira, quando questionado sobre a cobrança que vem recebendo como técnico do alvinegro, Cristóvão afirmou só ter encontrado calmaria em críticas em seus resultados positivos no time, em todos os outros os questionamentos foram constantes.

"Isso não está diferente de momento nenhum desde que cheguei. Fora as partidas que ganhei, todas as outras foram críticas e questionamentos. Quando ganhamos, ameniza. Meu trabalho vai ser assim. Só tem refresco com vitória", comentou o técnico.

Ainda sobre cobranças, Cristóvão demonstrou estar incomodado com a recepção de seu trabalho pela torcida fiel. Criticando a “visão do torcedor”, o treinador comparou seu início no time com a situação atual, com altos e baixos na competição.

"A visão do torcedor: ganhou, serve. Perdeu, não serve. Quando ganhamos quatro seguidas, não tinha nada disso. Passou a ter quando passamos a oscilar. Se voltarmos a ganhar, esquece-se isso. O Grêmio também estava sendo vaiado quando fomos lá. É assim, é simples. Nosso trabalho precisa ter resultados para seguirmos de forma tranquila. Vai acontecer. Aí o cenário muda", afirmou.

A equipe corinthiana vem de uma derrota por 3 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre, pela rodada passada do Brasileiro. O resultado tirou o Timão do G-4 da competição, colocando o time na quinta colocação na tabela.

Quanto a esta situação, Cristóvão mostrou-se tranquilo, enxergando o seu time em pé de igualdade com os clubes que já estiveram tanto muito próximos ao topo quanto muito distantes e ainda vivo na briga pelo título.

"Todos os clubes já estiveram fora do G4, ganharam e voltaram. A gente vai ser da mesma forma. Uma vitória e a gente volta para o G4", comentou.

As críticas foram o foco de Cristóvão Borges. O técnico concluiu afirmando não temer os questionamentos e reclamações que vem recebendo, acreditando no comprometimento dos jogadores corinthianos, vendo a atitude em campo como um divisor de águas no rendimento da equipe.

"Não temo nada disso, precisamos ganhar, isso depende da atitude em campo. Os jogadores são comprometidos e conscientes da situação que vivemos. Sabemos viver na adversidade. Isso só passa com bom futebol e vitória", finalizou.

Veja Mais:

  • Desfalque diante do Vitória, Pablo está recuperado e deve viajar a Goiânia

    Treino do Corinthians tem rachão com 'morte súbita', 'desafio' a Clayson e disputa de pênaltis

    ver detalhes
  • Roberto (à esq.) está pessimista por negócio com Cicinho

    Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

    ver detalhes
  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes
  • Desde agosto no Leganés, Luciano atuou em 27 jogos e marcou quatro gols, um deles sobre o Real Madrd

    Com sondagens de México e Turquia, corinthiano Luciano tem semana decisiva na Espanha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes