Corinthians não assegura permanência de Cristóvão para 2017

Corinthians não assegura permanência de Cristóvão para 2017

Por Meu Timão

60 mil visualizações 181 comentários Comunicar erro

Cristóvão acumula 14 jogos pelo Corinthians, apenas seis vitórias

Cristóvão acumula 14 jogos pelo Corinthians, apenas seis vitórias

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Embora tenha contrato até o fim de 2017, Cristóvão Borges não sabe se permanecerá no comando técnico do Corinthians ao término desta temporada. De acordo com o presidente do clube, Roberto de Andrade, o treinador alvinegro passará por uma avaliação da diretoria a fim de saber se continuará no cargo. Ele garante que Tite, antecessor do baiano, também recebeu o mesmo tratamento.

“Isso (permanência) nós temos que avaliar. Nenhum treinador tem título de vitalício. Não existe. E eu também não sou refém de ninguém. Sou refém de bom trabalho, de uma boa pessoa, do trabalho sério. Mas sabemos que a contrapartida disso tudo é os resultados. Gosto muito de citar o Tite porque foi o mais vitorioso conosco e saiu recentemente. Nós renovávamos a cada ano que vencia. Não será diferente com Cristóvão”, afirmou Roberto de Andrade em entrevista ao GloboEsporte.com.

Se antes Cristóvão já tinha dificuldades em impor sua filosofia de jogo ao Corinthians, agora, após a janela de transferências do meio do ano, a tarefa será ainda mais árdua. O técnico perdeu Bruno Henrique, Elias, Luciano, André, todos negociados com clubes europeus, além de Danilo, que fraturou a perna direita e retornará aos treinamentos apenas na temporada que vem. Por isso, relacionar títulos ou vaga no G4 a bom trabalho não está nos planos de Andrade.

“O resultado é importante? Sim, mas não só ele. Tem outros fatores com que você pode concluir que o treinador não serve mais. Ele pode dar resultado e, talvez, você não esteja contente com a forma de conduzir as pessoas. O trabalho do treinador não é só na beira do gramado no dia do jogo. Ele tem o dia a dia, são 30 e poucas pessoas, 11 jogam, 20 ficam fora, alguns vão para o banco e outros nem no banco ficam. Tudo isso é uma administração que não é fácil, e você não pode perder a mão”, frisou o cartola, que enxerga como positivo o início da “era Cristóvão”.

“Estou (gostando). Acho que ele está trabalhando. O time está oscilando, perdeu jogadores importantes. Entendemos que isso também atrapalha bastante o trabalho dele. Estou contente, sim. Ele está trabalhando, tentando encaixar as peças certas para fazer o time render”, finalizou.

Com Cristóvão no comando, o Timão soma seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas. A estreia positiva na Copa do Brasil diante do Fluminense, na última quarta-feira, em Mesquita (RJ), amenizou as críticas da torcida em torno do treinador, há menos de três meses na função. O próximo compromisso da equipe está marcado para quinta-feira, contra o Sport, na Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Carille comandou treino no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira; preparação segue no sábado

    Corinthians inicia preparação para Majestoso em única atividade aberta à imprensa

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians promete invadir Arena na noite de domingo

    Fiel garante recorde de público em clássico contra São Paulo; veja como comprar últimos ingressos

    ver detalhes
  • Ralf e Carille durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava; Timão tem clássico pela frente

    Ralf pede definição de Carille sobre Corinthians titular e alerta para 'gols bobos'

    ver detalhes
  • Dupla de zaga deve ser mantida por Fábio Carille

    Carille banca dupla de zaga e projeta poucas mudanças na equipe para Majestoso de domingo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes