CBF participa de novos testes com árbitro em vídeo e afirma que quer início em 2017

CBF participa de novos testes com árbitro em vídeo e afirma que quer início em 2017

Por Meu Timão

Com novos testes, CBF reafirmou interesse de implantar a tecnologia no Brasileirão de 2017

Com novos testes, CBF reafirmou interesse de implantar a tecnologia no Brasileirão de 2017

Foto: Divulgação/CBF

Depois de aprovado em março, a Internacional Board (IFAB), que rege as leis do futebol, realizou outra bateria de testes práticos para a implantação do uso de vídeo na arbitragem de futebol. Os trabalhos aconteceram nesta semana, em Zurique, na Suíça, e marcam o terceiro workshop promovido pela entidade em relação ao tema.

A iniciativa contou com a presença de 34 representantes da FIFA, da própria IFAB e dos 11 países que demonstraram interesse na aplicação do projeto: Brasil, Austrália, Bélgica, França, Alemanha, Itália, México, Holanda, Portugal, Qatar e Estados Unidos. O representante brasileiro foi o diretor-técnico da Escalo Nacional de Arbitragem e autor do projeto no Brasil, Manoel Serapião Filho.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em seu registro do evento em seu site oficial, reforçou que planeja usar a tecnologia já no Campeonato Brasileiro de 2017. Os testes foram feitos com os árbitros suícos Sandro Schärer (FIFA), Jonas Erni e Bekim Zogaj.

Além disso, foram discutidos todos os procedimentos de implementação e configurações tecnológicas do projeto, o que inclui a instalação de equipamentos nos estádios. Mesmo com modelo incerto, a entidade futebolística nacional defende que o árbitro de vídeo, que analisará os lances com replays, fique em uma cabine no próprio estádio, tendo acesso às imagens. O árbitro comunicaria o juiz principal da partida apenas em quatro situações: erros claros nos casos de gol, pênalti, cartão vermelho e identificação de jogadores.

“Nós entendemos que os lances de interpretação não deveriam fazer parte do protocolo, pois o jogo teria que parar para o próprio árbitro principal examinar as imagens. É algo usado em outros esportes, mas acreditamos que não seja o método mais adequado para a cultura do futebol”, argumentou Manoel Serapião, no site oficial da CBF.

Testes offiline, sem a comunicação com o árbitro principal, foram realizados na final do Campeonato Carioca deste ano pela CBF, que também estuda a possibilidade de novos teste em jogos amadores. Há pouco tempo, o ex-presidente da Comissão Nacional de Arbitragem e atual coordenador da implementação de áudio e vídeo, Sérgio Corrêa, ressaltou a intenção da implementação na novidade até agosto do próximo ano.

O uso da tecnologia têm de ser aprovado pela IFAB, que supervisionará com apoio do Departamento de Inovação Tecnológica do Futebol da FIFA. A decisão sobre a introdução definitiva do projeto pode ser tomada até 2019.

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes