Odebrecht responde Corinthians e garante segurança de torcedores na Arena

Odebrecht responde Corinthians e garante segurança de torcedores na Arena

Por Meu Timão

Laudos de segurança da Arena Corinthians estão em dia, garantiu construtora

Laudos de segurança da Arena Corinthians estão em dia, garantiu construtora

Foto: Agência Corinthians

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, recebeu a resposta oficial da Odebrecht a respeito das condições de segurança da Arena em Itaquera. Em carta, datada de 2 de novembro, a empreiteira responsável pela construção do estádio garantiu não haver problemas que possam causar danos a torcedores e funcionários do empreendimento.

“Do ponto de vista técnico, não existe qualquer motivo para interditar a Arena ou suspender sua utilização. Corrobora esse posicionamento o fato da Arena Corinthians ter renovado, em Julho/2016, o Alvará de Funcionamento. Além disso, todos os demais laudos de segurança, emitidos pelos órgãos que fiscalizam periodicamente as instalações, estão vigentes”, escreveu Ricardo Corregio, funcionário da Odebrecht e responsável pela conclusão das obras da Arena.

A carta foi divulgada nesta quinta-feira pelo Blog do Ohata, do UOL Esporte. Ainda segundo o texto, o vazamento de água denunciado no último dia 1º, além de outros contratempos estruturais, “baseiam-se em eventos extemporâneos, identificados ainda no ano de 2015 e solucionados imediatamente, sem qualquer custo para o Clube e nenhum comprometimento da integridade da estrutura do Estádio”, complementa.

O vazamento no subsolo do estacionamento, a princípio de dez milhões de litros, foi descoberto em junho, um ano depois de a Sabesp alertar a administração da Arena sobre o consumo de água em excesso. De acordo com as primeiras informações, havia o receio de que o problema estrutural pudesse causar um deslizamento de terra e até soterrar parte da Radial Leste, possibilidade prontamente descartada pela Odebrecht.

Denúncia grave – O dinheiro que deveria ter sido integralmente gasto com as obras da Arena Corinthians foi parcialmente dividido entre a Odebrecht e outras duas empresas que trabalharam na construção do estádio. A informação foi revelada nesta quinta-feira pelo portal Globoesporte.com.

Veja Mais:

  • Timão e Caixa não chegaram a acordo pela renovação

    Corinthians recebe ofertas, mas pode permanecer sem patrocínio master na decisão; veja imposições

    ver detalhes
  • Fagner não corre risco de perder finais do Paulistão

    Julgamento de Fagner por suposta agressão no Majestoso acontecerá só após finais do Paulistão

    ver detalhes
  • Jadson, com a 10, fez um dos gols contra a Universidad de Chile na Arena

    Corinthians vai devolver camisa 10 a Jadson; utilização na decisão ainda é incógnita

    ver detalhes
  • Pedrinho assinou por mais dois anos com o Corinthians

    Corinthians renova contrato com meia Pedrinho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes