Conmebol estuda final da Libertadores em Miami

Conmebol estuda final da Libertadores em Miami

Por Meu Timão

Miami pode sediar final da Libertadores

Miami pode sediar final da Libertadores

A Libertadores pode ganhar uma novidade para lá de polêmica já a partir da próxima temporada. De acordo com o portal Globoesporte.com, a Conmebol estuda tornar a final da competição um jogo único e mandar tal partida para Miami, nos Estados Unidos.

A possibilidade será discutida nesta semana em uma reunião entre os integrantes do Conselho da entidade. O evento acontecerá em Montevidéu, no Uruguai.

Caso a mudança seja confirmada já para 2017, este será mais um ponto em comum entre a "nova Libertadores" e a Ligas dos Campeões da Uefa. A exemplo do torneio europeu, a Conmebol já decidiu aumentar o calendário da competição sul-americana.

Em tempo: o Corinthians ainda luta por uma vaga na Libertadores de 2017. A equipe alvinegra precisa vencer o Cruzeiro na última rodada do Brasileirão e torcer por uma combinação de resultados para terminar a competição no G6.

Vale ainda lembrar que outro assunto a ser discutido na reunião da Conmebol é o impasse em relação aos times mexicanos. O México, provavelmente, não terá representantes na próxima edição da Libertadores. A entidade sul-americana deve repassar as vagas ao Brasil e à Argentina.

Veja mais em: Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol legal ainda no primeiro tempo do Majestoso na Arena

    Após polêmica, Lucas Pratto admite toque na bola em gol do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians tem interesse na contratação do lateral Dodô

    Corinthians se interessa por lateral, mas dívida dificulta negócio com Coritiba

    ver detalhes
  • Setor Norte da Arena Corinthians segue interditado para o início do Brasileirão

    Setor Norte da Arena segue interditado para Brasileiro; Corinthians pode ter dois clássicos 'vazios'

    ver detalhes
  • Mais um herói na arquibancada de cima

    [Walter Falceta] Mais um herói na arquibancada de cima

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes