Diretor esclarece novo trabalho nas categorias de base do Corinthians

62 mil visualizações 63 comentários

Por Meu Timão

Jogadores da base serão mais valorizados, segundo diretor

Jogadores da base serão mais valorizados, segundo diretor

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Restando pouco tempo para o início da temporada em 2017, o Corinthians já pensa no novo ano e trabalha para que as coisas caminhem da maneira planejada dentro dos gramados. Para tal objetivo, é preciso mudanças e o clube trabalha desde os atletas mais jovens, ao menos, é o que garante o diretor da base Fausto Bittar Filho.

Conselheiro do clube e diretor de esportes terrestres ao longo das passagens de Andrés Sanchez e Mário Gobbi, Fausto retornou ao Timão em setembro, com a meta de organizar as categorias menores do clube e dar o suporte necessário aos garotos. A necessidade de reformulação e mudanças na política de transferência dos jovens também são tratadas como prioridade.

"O Corinthians tem uma história sedimentada de clube formador. Somos o grande campeão da Copa São Paulo, vários atletas que estouraram no mundo do futebol vieram daqui, do famoso terrão. É uma história. Temos um pedigree, um DNA. E a torcida do Corinthians é apaixonada. Não somos melhores ou piores do que nenhum outro clube, somos diferentes. E nossa torcida é diferente também. Nossa torcida gosta dos craques, mas gosta principalmente de quem dá raça, dá o sangue", declarou em entrevista ao Lance!.

Tendo em vista o atual momento financeiro do Corinthians - a partir do pagamento parcelado da Arena -, a ideia é fazer com que os jogadores da cheguem ao profissional com seus direitos totalmente ligados ao clube, conforme garante Fausto.

"Igual ou menor (porcentagem) não podemos ter. Para jogar no Corinthians a porcentagem maior precisa ser nossa. Para vir fatiado dificilmente virá. A ideia é sempre 100%. Porque jogar no Corinthians tem um valor agregado e os empresários sabem disso. É a verdade, e os familiares e representantes têm que entender. Essa é a forma como vamos administrar", acrescentou.

Empenhado no projeto e otimista em relação aos trabalhos, o diretor corinthiano almeja gerar grandes frutos ao Timão e retomar a antiga hegemonia, adquirida ainda nos tempos de Terrão. Segundo Fausto, os investimentos tecnológicos foram realizados da melhor forma e os resultados irão surgir gradativamente.

"Sempre teve análise de desempenho, estamos tentando dar um upgrade. Fisiologia não tinha mesmo, estamos implementando. Vamos dar instrumentos, ferramentas, e eles vão ter que trabalhar. Vai ser muito legal. É um trabalho com resultados a curto, médio e longo tempo", completou.

Veja mais em: Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Clássico entre Corinthians e Santos teve invasão da torcida ao gramado

    Corinthians é denunciado no STJD por invasão de torcedor ao campo no clássico contra o Santos

    ver detalhes
  • Cássio chegou ao Corinthians em janeiro de 2012; Fagner, que subiu para a equipe profissional em 2006, retornou ao clube em 2014

    Corinthians tem conversas adiantadas para renovações com Cássio e Fagner; veja detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians passa por reformulação no time de futsal

    Corinthians passa por reformulação no futsal e dez jogadores devem deixar a equipe para 2022

    ver detalhes
  • Fagner durante exame cardiológico na pré-temporada de 2019; exames visando 2022 já foram feitos, mas o clube optou por não divulgar imagens

    Corinthians realiza exames nos jogadores já de olho em 2022; clube optou por não divulgar

    ver detalhes
  • Corinthians tinha a chance de garantir o rebaixamento do Grêmio no último domingo

    Corinthians agora pode 'ajudar' o Grêmio a se salvar do rebaixamento para a Série B

    ver detalhes
  • Jogadores do Corinthians aplaudiram torcida no final da última partida em casa na temporada 2021

    Euforia em gol de Renato Augusto e ida à Libertadores marcam bastidores do empate do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x