Endireitado pela noiva, Cássio abre mão até de 'banquetes' da mãe por 'grande ano'

Endireitado pela noiva, Cássio abre mão até de 'banquetes' da mãe por 'grande ano'

123 mil visualizações 77 comentários Comunicar erro

Titular desde 2012, Cássio entrou na dieta com ajuda da esposa

Titular desde 2012, Cássio entrou na dieta com ajuda da esposa

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

Ano novo, vida nova. É assim que Cássio tem encarado sua sexta temporada de Corinthians. Titular sob o comando de Fábio Carille, o jogador mudou de postura até em relação à alimentação, tudo por um 2017 vitorioso. Em entrevista coletiva nesta manhã de segunda-feira, no CT Joaquim Grava, o camisa 12 admitiu que vem recebendo uma ajuda para lá de especial.

“Estou no meu peso ideal, já perdi o que tinha que perder. Era uma coisa que era muito cobrada, mas faltava que eu que era a pessoa me conscientizar que isso era muito importante para mim. Acho que eu consegui, juntamente com a ajuda da minha noiva, que mora comigo. Ela me ajuda muito nesse sentido”, revelou Cássio.

Cássio sofreu com altos e baixos em 2016. No início da temporada, perdeu a avó e acabou sacado da equipe titular por Tite, então técnico do Timão. Ele retornou ao time principal, mas viu o principal concorrente, Walter, cair nas graças da torcida e ganhar chances com Oswaldo de Oliveira.

Leia mais - Sistema defensivo é destaque no início de trabalho de Carille: 360 minutos e só um gol sofrido

Diante de tal panorama, o camisa 12 passou a dedicar suas férias ao Corinthians. E entrou na linha, abdicando até da generosa comida da mãe. “Nas férias, minha mãe fazia uns banquetes de comida e eu estava na minha dieta lá, segurando, mas não adianta. Posso dizer que tive que abrir mão de algumas coisas para chegar melhor fisicamente e entrar melhor na pré-temporada. É apenas um começo. Estou muito confiante que esse ano vai ser um grande ano. É passo a passo”, projetou o goleiro.

Questionado se o fator “peso” havia sido preponderante ao perder posição para Walter na reta final do Brasileirão-2016, Cássio foi sincero e recordou um episódio de 2012. “Acho que foi por eu ter perdido a posição, só que eu sempre tive problema de peso. Quase ninguém sabe, mas no Mundial, nas vésperas dos jogos, eu estava lá fazendo bicicleta. Lá era muito frio, a gente não treinava. Isso segue a minha carreira, algumas etapas eu estava acima do normal, em outras bem fisicamente”, disse. “Eu acho que não posso ficar nessa gangorra. Já tenho 29 anos, pretendo jogar um bom tempo ainda em alto nível. Eu me conscientizando e mantendo a média, facilita muito. O jeito que se trabalha com o Mauri fica muito mais fácil. Só me concentrar e trabalhar direito que tudo flui”.

Com Cássio, o Corinthians volta a campo na noite desta quarta-feira, diante da Caldense, em Poços de Caldas-MG, em jogo único pela primeira fase da Copa do Brasil. “Estou seguindo uma dieta que foi passada para mim e estou me sentindo muito bem. Sou um goleiro alto, então quanto mais magro e trabalhando forte, a agilidade dentro de campo a tendência é ficar maior. Tudo ajuda, tudo é positivo”, finalizou.

Veja mais em: Cássio e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Pedrinho é esperança ofensiva do Corinthians na Arena da Baixada

    Fora da Libertadores, Corinthians visita Atlético-PR com novo foco e possível 'reforço'

    ver detalhes
  • Avelar tende a receber nova chance como titular do Corinthians na capital paranaense

    Carlos joga 45 minutos pela Seleção Sub-20, e Corinthians deve ter Avelar contra Atlético-PR

    ver detalhes
  • Carlos Augusto, que está na Seleção Brasileira Sub-20, embarca de Goiânia; Vital e os demais viajam para Curitiba saindo de São Paulo

    Com Carlos Augusto, Corinthians relaciona 23 jogadores para enfrentar o Atlético-PR

    ver detalhes
  • Corinthians caiu nas oitavas de final da Sul-Americana 2017, para o Racing (ARG)

    Menos tenso, Corinthians busca a Sul-Americana 2019; seis motivos mostram importância do torneio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes