Um rodou pelo Brasil; o outro voltou da Europa. E hoje reencontram o Corinthians

Um rodou pelo Brasil; o outro voltou da Europa. E hoje reencontram o Corinthians

6.7 mil visualizações 43 comentários Comunicar erro

Léo (à esq.) e Matheuzinho (à dir.) se destacaram na base do Corinthians. Hoje estão do outro lado

Léo (à esq.) e Matheuzinho (à dir.) se destacaram na base do Corinthians. Hoje estão do outro lado

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

O Corinthians reencontrará dois velhos conhecidos na partida contra o Osasco Audax neste sábado, às 17h (de Brasília), no estádio José Liberatti, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. Assim como na derrota para o Santo André, na qual o atacante Claudinho, cria do Timão, anotou um gol a favor da equipe do ABC, o time alvinegro volta a se ver diante de jovens formados em sua base: o atacante Léo Artur, titular, e o meia Matheuzinho - veja as escalações.

O primeiro, hoje com 21 anos, foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2012 pelo Corinthians. Parte da geração que revelou o zagueiro Marquinhos, atualmente no PSG, Léo acabou promovido ao elenco profissional do clube na temporada seguinte, a pedido do técnico Tite.

Entretanto, assim como a maioria dos recém-promovidos do Sub-20, não ganhou sequência. Foram apenas oito jogos pelo time principal até ser emprestado pela primeira vez, ao Guarani. Desde então, o atacante de 1,77m rodou por Penapolense, Paysandu, Mogi Mirim, Oeste de Itápolis e, por fim, Osasco Audax, sempre por empréstimo. Seu contrato com o Timão vai até dezembro de 2017.

Promessa esquecida

Natural de Lins-SP, Matheuzinho ficou dos 13 aos 16 anos no São Paulo, mas decidiu voltar para casa quando o clube da Barra Funda lhe ofereceu um empréstimo ao Águas de Lindóia-SP. Ainda jovem, ganhou a oportunidade de jogar no antigo Corinthians de Penápolis, chamando atenção da equipe da capital.

Visto como promessa, o meia canhoto foi incorporado ao elenco principal em 2013, mas, assim como Léo, sequer teve espaço num time que acabara de ser campeão mundial pela segunda vez em sua história. Matheuzinho, então, seguiu o caminho do atacante e acabou cedido ao Bragantino. No início de 2014, foi adquirido em definitivo pelo Osasco Audax, que detém seus direitos econômicos.

Aos 23 anos, armador chegou a viver o sonho do futebol europeu. Em meados de 2015, se transferiu para o Estoril Praia, de Portugal, mas decidiu retornar ao Osasco Audax para a disputa do Paulistão. Sob o comando do técnico Fernando Diniz, deve iniciar o duelo com o Timão no banco de reservas.

Matheuzinho chegou a treinar no Timão em 2013, mas logo foi emprestado

Matheuzinho chegou a treinar no Timão em 2013, mas logo foi emprestado

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

E o Vargas?

Há, ainda, um terceiro atleta do Audax que passou pelo Parque São Jorge, mas nunca pertenceu ao Corinthians: o meia Matheus Vargas, de 20 anos. O garoto chegou a se destacar no Sub-20 em 2015, mas retornou ao Audax após o término do empréstimo.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians, Base do Corinthians e Copinha.

Veja Mais:

  • Na segunda partida da temporada, Corinthians de Carille já conheceu o sabor da derrota

    Corinthians marca no início, mas leva virada e sofre primeira derrota no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Gustagol sobe de cabeça contra zaga do Guarani; camisa 19 é ponto alto do Timão

    Gustagol é eleito craque, e trio de defensores decepciona na primeira derrota do Corinthians em 2019

    ver detalhes
  • Argentino Mauro Boselli já treina com bola e pode estrear no fim de semana

    Carille é cauteloso, mas não descarta estreia de Boselli contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor de futebol, falou em nome da diretoria em Campinas

    Diretor do Corinthians diz que Romarinho é 'praticamente impossível' e atualiza situação de Love

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes