Guilherme abre o jogo, se vê prejudicado por esquema e pede sequência no Corinthians

198 mil visualizações 529 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Guilherme diz ser meia-atacante; posição como meia-central do 4-1-4-1 não agrada

Guilherme diz ser meia-atacante; posição como meia-central do 4-1-4-1 não agrada

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

Guilherme disputou cinco jogos pelo Corinthians em 2017. No entendimento do torcedor, um número alto para quem ainda não mostrou a que veio. Mas o camisa 10 sabe que necessita apresentar melhor futebol no Timão. Para isso, pede até que não seja mais escalado na segunda linha de quatro da formação 4-1-4-1, lançada por Tite em 2015 e mantida por Fábio Carille neste início de temporada.

“A verdade é que, jogando no 4-1-4-1, tenho uma função diferente da que tive na minha carreira. Esse ano ainda não tive sequência, mas ano passado meus melhores jogos não foram assim. Foram jogando mais avançado, próximo do centroavante ou como falso 9. Para esse ano, não tenho que fazer nada de diferente. Mantenho sempre um nível técnico e físico alto nos treinamentos. O que me falta, de repente, é ser melhor encaixado dentro de um sistema ou uma condição que privilegie minha característica”, afirmou Guilherme em entrevista ao site Globoesporte.com.

Por coincidência ou não, Carille tem utilizado o Campeonato Paulista para testar novos esquemas táticos. No Dérbi da última quarta-feira, por exemplo, promoveu o 4-2-3-1, embora logo tenha sido obrigado a formar duas linhas de quatro com a expulsão equivocada do volante Gabriel. Já na vitória sobre o Mirassol, na noite do último sábado, no interior, armou o time com dois atacantes, no 4-4-2.

“O Carille mesmo já respondeu uns dias atrás sobre essas funções, e que me via como um centroavante nesse 4-1-4-1. Eles sabem do meu potencial, da minha qualidade, do que represento. Com certeza, sabem onde me posicionar melhor para extrair o máximo de mim. Estou absolutamente tranquilo. Hoje eu não sei direito, mas antes eu disputava posição com volantes, numa posição que era de volantes. Estou tranquilo, porque sou um meia-atacante. Quando for utilizado dessa forma, vou render melhor”, acrescentou o jogador.

Contratado a peso de ouro do Antalyaspor, da Turquia, no início do ano passado, Guilherme acredita que pode render em três funções: articulador central (no 4-2-3-1), meia pelos lados (no 4-4-2) ou até “falso 9” (no 4-1-4-1). Questionado se estaria confortável para brigar por posição, foi sincero.

“De repente, não sou o cara para a função. Com certeza, não estou tendo sequência porque está claro que para mim é difícil jogar ali. Não é uma concorrência, assim, justa. Pelo posicionamento. Tem jogadores que fazem aquilo a carreira toda. Mas tenho de continuar bem, cabeça tranquila, e treinando, porque a oportunidade pode surgir a qualquer momento”.

Dono de opinião forte, o meia não considera deixar o Parque São Jorge no momento. Ele acredita que ainda pode voltar a ser o jogador decisivo dos tempos de Atlético-MG. “Acho que (a volta por cima) acontece aqui. A não ser que não me seja dada a oportunidade. Aí já não depende de mim. Mas ainda acredito que vou ter uma sequência e alegrias aqui, jogando onde devo jogar. Minha questão é essa. Terminei o ano bem, fiz alguns gols, consegui ter destaque. Por um detalhe, não conseguimos a vaga na Libertadores. Para mim, foi estranho não voltar titular naquele posicionamento. Mas tenho muita confiança de que as coisas acontecerão aqui nesse ano”, finalizou.

Veja mais em: Guilherme.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Corinthians leva a virada e perde para o Cruzeiro por 2 a 1 em Itaquera; Carille foi expulso no segundo tempo

    Corinthians não consegue afastar crise e perde de virada para o Cruzeiro pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia: