O dia em que Moisés 'botou Marinho no bolso' e ganhou elogios

O dia em que Moisés 'botou Marinho no bolso' e ganhou elogios

Por Meu Timão

3.5 mil visualizações 26 comentários Comunicar erro

Hoje do Corinthians, Moisés impressionou Marinho atuando pelo Bahia em 2016

Hoje do Corinthians, Moisés impressionou Marinho atuando pelo Bahia em 2016

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Aniversariante deste sábado, o lateral-esquerdo Moisés defendeu as cores de outro clube na última temporada. Pelo Bahia, o jogador acumulou boas atuações no futebol nordestino e retornou com moral ao Parque São Jorge. Moral essa levantada por um dos principais nomes do Campeonato Brasileiro de 2016.

Relembrando a final do último Campeonato Baiano, o atacante Marinho elogiou a boa marcação de Moisés. O ala alvinegro o colocou – como se diz no futebol – “no bolso”.

Na ocasião, Marinho jogou a partida de volta do Estadual com um edema no joelho, diagnosticado ainda no primeiro duelo. Ainda assim, fez questão de ressaltar a atuação impecável do camisa 6 na decisão da competição que, mesmo com um triunfo do Bahia por 1 a 0 no jogo de volta, terminou com a taça para o Vitória pela vantagem de um gol.

“Um cara que foi chato de jogar contra foi o Moisés. No primeiro jogo me marcou muito bem. Até depois que eu tinha machucado com o Lomba, na Arena, com um edema ósseo no joelho, não foi à toa que fiquei três jogos sem jogar. Eu lembro que no jogo da volta eu senti, eu joguei praticamente machucado. O Mancini (então técnico do Vitória) me falou que se eu não estivesse aguentando mais ele ia me tirar”, relembrou Marinho em entrevista ao quadro Papo Catiguria, do canal Bar Futebol Clube do YouTube.

“Mas foi um cara que me marcou muito bem, até falei pra ele: 'Rapaz, foi difícil com você em. Me marcou muito bem'. Os caras até falaram 'o Moisés te botou no bolso hein', os torcedores mesmo”, completou o atacante, ressaltando os elogios a Moisés.

Uma das peças mais cobiçadas da janela de transferência da temporada, Marinho deixou o Vitória e partiu rumo à China, onde atua pelo Changchun Yatai. Mesmo assim, não descartou uma revanche com o lateral do Corinthians no futuro e garantiu que o final da disputa com o jogador pode ser diferente.

“É como eu sempre falo, outras oportunidades virão. Um dia é da caça, outro é do caçador. Futebol é isso, tem dias que as coisas não acontecem, mas não é por isso que eu vou deixar de elogiar um jogador que me marcou bem. Me marcou muito bem, tem os méritos deles, jogou muito bem contra mim. Então, parabéns pra ele. Sei que outras oportunidades virão, só não sei se vai ser a mesma coisa”, finalizou.

Moisés se tornou destaque na campanha do Bahia no retorno à Série A do Campeonato Brasileiro e voltou ao Corinthians no início de 2017. Desde então, o ala vem contando com a confiança do técnico Fábio Carille e é apontado como um dos principais atletas do elenco alvinegro.

Veja mais em: Moisés.

Veja Mais:

  • Corinthians fez dois gols no final do jogo e garantiu a classificação

    Corinthians vira no fim, despacha o Avenida e avança na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Quem para o homem?! - Gustagol comemora oitavo gol pelo Corinthians em 2019

    Atacantes do Corinthians empatam na eleição do craque da segunda fase da Copa BR; veja avaliações

    ver detalhes
  • Urso beija escudo do Corinthians ao comemorar primeiro gol pelo clube

    Carille se encanta com Sornoza e valoriza credenciais de Urso: 'Sei que o corinthiano gosta'

    ver detalhes
  • Avelar é dúvida para compromisso do fim de semana; Timão se reapresenta nesta quinta

    Avelar deixa Arena mancando e pode se tornar desfalque para Carille

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes