Após fechar com Corinthians errado, boliviano ganha chance em time de Pernambuco

Após fechar com Corinthians errado, boliviano ganha chance em time de Pernambuco

Por Meu Timão

162 mil visualizações 39 comentários Comunicar erro

Richar Vela havia anunciado acerto com o Corinthians no último mês de março

Richar Vela havia anunciado acerto com o Corinthians no último mês de março

Reprodução/TV

Depois de ter fechado contrato com o Corinthians de Presidente Prudente, do interior de São Paulo, o goleiro boliviano Richar Vela ganhou uma chance no futebol de Pernambuco. O jogador de 19 anos começou a treinar no América-PE, que disputa a Primeira Divisão do Campeonato Pernambucano e se encontra na Série D do Campeonato Brasileiro. A informação é do Uol Esportes.

No último mês de março, em um programa da televisão da Bolívia, Richar chegou a anunciar o seu acerto com o Corinthians. Na ocasião, em contato com o Meu Timão, o clube negou qualquer negócio envolvendo tanto o departamento profissional quanto o de categorias de base. Mais tarde, foi revelada a confusão entre o time do Parque São Jorge com o de Presidente Prudente.

Segundo o portal, o clube de Pernambuco garantiu que o jovem atleta contará com todo o apoio necessário após sua passagem frustrada no futebol paulista. Gestor do América-PE, Sílvio Nascimento afirmou que irá ajudar Richar a tirar documentos no Brasil, já que o goleiro veio de ônibus para o país apenas com identidade.

"Ele precisa de documentos para jogar. Ele poderia jogar amistosos, mas para atuar profissionalmente não, ele não tem contrato. Ele vai na Polícia Federal na segunda-feira. Nós vamos tirar os documentos dele. Ele tem identidade, mas para jogar precisa de visto e passaporte. Estamos fazendo tudo para ele", garantiu o dirigente.

Silvio ainda admitiu que o goleiro boliviano chegou a Olinda após um acordo do clube com o agente Wellington Belchior, que atua tanto na Bolívia quanto no Brasil, que utilizava o codinome “Renato” durante as tratativas. Ele cobrou US$ 4 mil (cerca de R$ 12 mil) por Richar antes da viagem, mas devolveu o dinheiro na última quinta-feira.

"O acordo foi de ele mandar o dinheiro das despesas dele. Ele me pediu um favor e pedi outro favor. Cada garoto aqui custa entre R$ 1,5 mil, R$ 2 mil por mês. Ele me falou que me ajudaria, mas não falou em valores. Ele está sendo bem tratado, estou tratando a mãe dele como se fosse minha mãe. Vou cumprir minha palavra e manter o garoto aqui”, confirmou.

De acordo com o dirigente, o jovem boliviano irá treinar nas categorias de base do América-PE antes de uma possível chance entre os profissionais. “Ele veio com a ideia de jogar no profissional. Eu falei para ele treinar e mostrar no campo. Ele está treinando no sub-20”, finalizou.

Após a confusão entre o Corinthians de Presidente Prudente e o Corinthians Paulista, Richar Vela encontrou outros cinco bolivianos no interior de São Paulo – todos eles então levados à cidade pelo agente Wellington. O goleiro embarcou para Recife após 20 dias.

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes
  • Reunião do Conselho do Corinthians aconteceu no Parque São Jorge

    Conselho do Corinthians se reúne e aprova previsão orçamentária de 2019; Rosenberg causa irritação

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo se enfrentaram pelas quartas de final da Copa RS

    Corinthians é derrotado pelo São Paulo nos pênaltis e dá adeus à Copa RS de 2018

    ver detalhes
  • CT da Base já está sendo utilizado pelas equipes sub-15, sub-17 e sub-20; gramados estão prontos

    Corinthians define duas etapas de finalização das obras do CT da base; orçamento é de R$ 25 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes