Romero revela maestria no ping-pong, gosto por música latina e sonho além do futebol

Romero revela maestria no ping-pong, gosto por música latina e sonho além do futebol

Por Meu Timão

3.1 mil visualizações 50 comentários Comunicar erro

Romero revelou gostos e hobbies em novo quadro do Corinthians no Youtube

Romero revelou gostos e hobbies em novo quadro do Corinthians no Youtube

Foto: Reprodução / Youtube

Artilheiro da Arena Corinthians, o atacante Ángel Romero falou sobre sua vida, gostos, hobbies e outros assuntos que não se passam dentro dos gramados. No quadro “Tudo Menos Futebol”, que estreou no Youtube oficial do Timão, o jogador revelou sua incrível habilidade no ping-pong, a infância no Paraguai, cuidados com o cabelo, gostos musicais e o próximo sonho que pretende realizar.

Contratado pelo Corinthians em 2014, Romero vive uma ótima fase na equipe alvinegra. O atacante integra o elenco titular do técnico Fábio Carille e está nas graças na Fiel desde o início do comando do ex-auxiliar de Tite no Timão. Até o momento, são 25 gols marcados pela equipe do Parque São Jorge, 20 deles realizados na Arena em Itaquera. Ainda assim, o paraguaio tem outra habilidade na qual se dedicaria se não tivesse dado certo no futebol: o ping-pong, o famoso tênis de mesa.

O ping-pong é um esporte que eu iria tentar se não fosse jogador, porque gosto muito de jogar e jogo desde criança. Na concentração eu jogava muito com o meu irmão. Aqui não tem adversário, não tem rival. Até agora eu não perdi aqui, pode perguntar para o Paulo (Roberto, volante) se quiser, quem é o rei da mesa aqui na concentração”, contou Romero.

Ainda assim, o futebol sempre foi o principal interesse e passatempo na infância do atacante ao lado do irmão gêmeo, Óscar Romero – que também atua na profissão como meio-campista. “Eu era muito inquieto. Sempre queria jogar futebol com o meu irmão, a gente conseguia arrumar um gol na minha casa, arrumar um chinelo e colocar como gol”, disse o atacante do Corinthians.

Eu e meu irmão, a gente sempre gostava de jogar futebol, assistia muito pouco a TV. A gente deitava na cama e não queria isso, queria ficar na rua, com os amigos do bairro e jogar futebol. Só isso. Também gostava daquilo, como chama, pipa. Gostava muito. Tinha um tio que fazia pra gente e eu gostava muito. Se não era futebol, era brincar com a pipa”, completou.

No campo musical, Romero tem gostos bem latinos. “Aqui no Brasil eu gosto de sertanejo, no Paraguai é reggaeton. Estou ouvindo aqui agora também, tem o Despacito, o Maluma também, que é um cantor de reggaeton. Foi com uma mulher brasileira que cantou, não é? O pessoal fala pra mim aqui, quando chega uma música de reggaeton eu digo para eles baixarem para escutar. Tem cara daqui que também gosta do reggaeton”, revelou.

Romero também tem um lado vaidoso ligados ao cuidado com as madeixas, que literalmente atravessa fronteiras. “Mais o cabelo, gosto de ter um cabelo assim. Cuido muito do meu cabelo, aqui no Brasil ficou difícil cortar do jeito que eu quero. Lá no Paraguai eu tenho um cabeleireiro que sempre cortava com ele quando precisava. Então, quando fica grande o cabelo eu vou para o Paraguai cortar com ele. Cuido muito do meu cabelo, gosto que me sentir bem”, afirmou.

Assumidamente caseiro, o atacante do Timão também se interessa pelo mundo do vídeo game – mesmo que ainda ligados ao futebol. O jogador revelou que, ao lado de outros companheiros no elenco do Corinthians, encontra tempo para partidas virtuais durante as concentrações no CT Joaquim Grava – onde deixou ele mesmo deixou o console para o grupo.

Gosto muito. Só futebol que eu gosto, Fifa. O Balbuena é meu filho, Eu trouxe no Corinthians no video game e deixei na concentração. Aí quando estamos concentrados por aqui e não tem nada pra fazer a gente fica jogando. O Balbuena, também tem o Jô, o Filipe vai no quarto para jogar. Ficam jogando, eu, o Jô com o Balbuena e tem o Filipe também”, comentou Romero.

O atacante corinthiano também comentou o seu principal sonho de vida, que atravesse a linha dos gramados. “Dar algo para minha mãe no Paraguai. A gente tá falando com o meu irmão de dar uma empresa para minha mãe trabalhar lá, e ela dirigir essa empresa. Um sonho que eu tenho fora do futebol, mas o dinheiro que eu ganho no futebol é para isso. Para melhorar economicamente a minha família”, disse.

Romero é considerado um jogador de raça pela torcida do Corinthians, e sua busca por oportunidades em campo é vista como a principal qualidade do jogador. Para o atacante, a paciência e a força de vontade são os pontos fortes de sua personalidade, sendo o que mais o ajudou durante a carreira – especialmente no clube do Parque São Jorge.

Sou muito paciente, é um mérito e um valor que eu tenho. Eu quero uma coisa, eu vou atrás dela. Aqui no Corinthians aconteceu comigo, eu era a última opção e eu falei "vou ser titular no Corinthians e algum dia vou ganhar algum título, fazer alguma coisa". E graças a Deus é o que tem acontecido aqui, e isso é uma coisa positiva minha. O paraguaio é assim, dar o máximo até o último e aproveitar uma oportunidade para se sobressair no que você quer”, finalizou.

Confira a entrevista de Romero na íntegra

Veja mais em: Romero.

Veja Mais:

  • Renan Areias comemora o gol marcado contra o São Paulo, na final da Copa do Brasil Sub-20

    Corinthians vence São Paulo na Arena e sai na frente na final da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes
  • Osmar Loss não esboçou o time titular no treinamento deste sábado

    Loss mantém mistério no Corinthians e poupa titulares em último treino; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Pedrinho, que pode ser poupado, é um dos 22 nomes na lista de Loss

    Sem Rodriguinho e com retorno de lateral, Corinthians relaciona 22 jogadores contra o Internacional

    ver detalhes
  • Técnico da equipe colombiana não poupou elogios ao Corinthians

    Técnico do Millonarios se impressiona com Corinthians: 'Um dos favoritos ao título'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes