Corinthians vê 'valorização da marca' como fator principal para exclusividade com a Konami

Corinthians vê 'valorização da marca' como fator principal para exclusividade com a Konami

Por Meu Timão

Corinthians manteve contrato exclusivo com a Konami e está presente no PES 2018

Corinthians manteve contrato exclusivo com a Konami e está presente no PES 2018

Foto: Reprodução / Facebook

Mesmo com inúmeros pedidos da Fiel, a balança do Corinthians seguiu pendendo para a empresa japonesa Konami. A equipe manteve o acordo de exclusividade com a produtora e estará presente no game Pro Evolution Soccer (PES) deste ano – ficando de fora do concorrente FIFA pela terceira vez consecutiva. De acordo com o diretor de marketing, Fernando Salles, e o gerente do departamento do Timão, Vinicius de Azevedo, o acerto entre as partes teve um fator principal: a valorização da marca do clube em relação aos times europeus.

“Essa é uma briga nossa. Evidentemente, a gente precisaria estar nos dois. Claro que vem uma questão financeira primeiro. Se o parceiro está ganhando dinheiro com o Corinthians, o clube precisa ganhar uma parte dessa verba, então passa por uma questão comercial. Passa também, não estar no FIFA, porque queríamos estar no jogo de igual para igual com os times europeus. Eu não posso escalar um time aqui, jogar contra o Barcelona, mas eles tem mais força que eu. Como eu disse, cuidamos da parte financeira e também da marca. Eu não gostaria de ver o Corinthians "tomando pau" do Barcelona”, esclareceu Fernando, durante uma transmissão ao vivo no Youtube do Timão.

O acordo entre Corinthians e a empresa produtora do Pro Evolution Soccer segue válido por dois anos, tendo sido assinado para a versão 2017 e 2018 do game. Ou seja, a partir do ano que vem, há possibilidade de novas negociações, quem sabe, com as duas empresas – ao menos segundo idealiza o departamento de marketing do clube. Além do Timão, o Flamengo também segue fora do FIFA, possuindo um acordo semelhante ao corinthiano com a Konami.

Leia também:
Rádio oficial do Corinthians é colocada no ar sem aviso ao clube: 'Quase totalmente pronta'
Menos patrocínios, prejuízo com clube social... Corinthians divulga finanças do 1º semestre de 2017
Promessas do Corinthians participam de evento de lançamento do PES 2018

“Hoje existe uma dificuldade nessa negociação porque, os clubes do Brasil realmente são preteridos, até por algumas decisões jurídicas aqui. Em contrapartida, a Konami demonstrou conhecer nossa força e nosso potencial de marca. Fizeram um contrato conosco, inclusive existe uma conversa que eles querem estender isso, porque traz um retorno para marca”, comentou Vinicius Azevedo.

“É como o Fernando (Salles) falou, quanto mais lugares o Corinthians puder estar, melhor. Ao mesmo tempo gostaríamos de parceiros que valorizem e reconheçam o valor que a gente tem, que é algo que o torcedor cobra, valorizar nossa marca. Então, dependendo da negociação, não tem como avançar. A ideia é tentar balancear, tentar um acordo bom e uma exposição boa”, completou o gerente de marketing.

Seguindo a linha do diretor de marketing do Corinthians, Vinicius ressaltou a principal novidade do jogo em sua nova edição. “Tem uma novidade, uma das modalidades do jogo vai poder ter esse nivelamento. Então, se você quiser jogar Corinthians e Barcelona ou Real Madrid, enfim, você vai poder jogar de igual para igual, os jogadores vão ficar com forças semelhantes, o que deixa o jogo mais nivelado. Afinal, não adianta estar em 15 games e minha força ser 60 e a do adversário 90, estou vendendo minha imagem. No fim, o jogador vai acabar escolhendo o outro, o mais forte”, finalizou.

Contando com a narração de Milton Leite em sua versão brasileira, o PES 2018 será lançado no 12 de setembro. O game será comercializado para PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Xbox 360 e PC. Vale lembrar que, além de clube e jogadores, o jogo mantém exclusividade contratual com a Arena Corinthians.

Veja mais em: Ações de marketing.

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol da vitória do Corinthians

    Artilheiro Jô marca no fim, e Corinthians supera Chapecoense na Arena Condá

    ver detalhes
  • Jô assegurou vitória do Corinthians em Chapecó

    Líder absoluto, Corinthians abre dez pontos de diferença para segundo colocado

    ver detalhes
  • Léo Santos jogou no lugar de Balbuena, que está suspenso e machucado

    Prata da casa supera até Jô e é eleito craque da vitória do Corinthians sobre Chapecoense

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi titular nesta quarta, mas não agradou a Fiel

    Após vitória do Corinthians, Fiel corneta Marquinhos Gabriel e indica preferência por Clayson

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Anderson

    Ranking: 588º

    Anderson 1080 comentários

    por @mazzafiel

    Neste quesito a diretoria esta certíssima, pois não adianta nada colocar o time no game, para ficar levando pau e virando chacota, vale lembrar que somos o único BI Campeão Mundial de Clubes da FIFA fora da Europa, ou seja, a maior marca fora do velho continente.

  • Foto do perfil de Gustavo

    Ranking: 1551º

    Gustavo 476 comentários

    por @gustavo.amboni

    O FIFA colocaria o Corinthians com um time patético, daqueles que ninguém escolhe porque é muito fraco, a não ser que você seja torcedor do time. Acertou a Diretoria neste ponto. O Corinthians é um time gigantesco, único Bi Mundial fora da Europa, agregará muito mais valor com a exclusividade ao PES. Se o FIFA quiser nossa marca, que dê uma contrapartida equivalente ao Clube,

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Lucas

    Ranking: 8176º

    Lucas 56 comentários

    141º. por @iroldi

    A questão é que o Pes da o devido valor que merecemos, enquanto o Fifa só olha para os europeus, tanto que coloca jogadores genericos, ridículo isso, se não for para ter os jogadores do time, para que ter o time então?

    Foto do perfil de Matheus

    Matheus 112 comentários

    13/08/2017 às 12h17 por @delgado10

    UAU, 1 milhão que eles pagam, vai salvar as contas do Timão mesmo heim?
    Existe algo muito mais poderoso que chama Marketing, e com o fifa, isso é MUITO maior, o potencial de ganho em outros setores do clube e reconhecimento aumentam demais. Não estou falando pra ter exclusividade do fifa, e sim pra ter o Corinthians nos dois jogos.

  • Foto do perfil de Bruno

    Bruno 25 comentários

    140º. por @bruno.bardella

    Que argumento mais sem vergonha! Tão pensando só no dinheiro que está entrando. Você acha que o diretor de marketing tá ligando para o resultado que vai dar no game? Rs PARA né! E mais, a culpa não é da EA e nem do FIFA, isso é culpa da CBF por nosso campeonato BRASILEIRO não ser do mesmo nível estruturado como de uma premier league. Assim os times ficam "mais fracos" mesmo. Agora o nível dos jogadores no PES são a mesma coisa, se for comparar a um Barcelona como ele fez, então o argumento não faz sentido!

  • Foto do perfil de Leandro

    Ranking: 279º

    Leandro 1909 comentários

    139º. por @leandro.newsted

    Além do que o diretor de marketing disse, há a questão da valorização em números mesmo, a EA ofereceu R$ 30 mil e a Konami mais de R$ 400 mil pelo contrato de exclusividade, seria burrice assinar com as duas, conseguiríamos no máximo R$ 100 mil com isso.
    Colocando na balança valores + marketing a decisão da diretoria está absolutamente correta.

  • Foto do perfil de Junior

    Ranking: 4874º

    Junior 123 comentários

    138º. por @junior.porato

    Agora você falou tudo, mas não importa de quem e a culpa, para pc tá caro, então só no pirata, filme, jogos, e muitos outros na internet, agora fala ai nunca viu um filme lançamento ou algo online pirata, fala a verdade?

    Foto do perfil de Waldi

    Waldi 251 comentários

    13/08/2017 às 10h34 por @waldineto

    Cara, pra começo de conversa, não é o game que é caro, é a carga tributária que é imensa, e a mamãe aumentou ainda mais os impostos sobre games e tecnologia antes de sair do mandato. A culpa não é da EA, não é da Konami, é do país b.osta que moramos.

  • Foto do perfil de Matheus

    Ranking: 5199º

    Matheus 112 comentários

    137º. por @delgado10

    Oxi, quem disse que não jogam?
    Não é todo mundo que pega só time apelão pra jogar, é claro que no online isso influencia um pouco, mas tem muita gente que gosta de pegar times "piores" (me incluo nisso)

    Foto do perfil de Lucas

    Lucas 117 comentários

    13/08/2017 às 15h08 por @lucas.alfredo1

    Potencial MUITO maior? Sei não... Ninguém que não seja brasileiro joga com os times de ca... No FIFA só os times da Europa são bons... Lembro de 2011/12 quando tínhamos um bom time e mesmo assim no FIFA (que não valoriza o futebol sulamericano) a LAZIO era melhor que o Corinthians

  • Foto do perfil de Carlos

    Ranking: 2300º

    Carlos 314 comentários

    136º. por @carlos.kadu1

    Tmj

  • Foto do perfil de Lucas

    Ranking: 5065º

    Lucas 117 comentários

    135º. por @lucas.alfredo1

    Potencial MUITO maior? Sei não... Ninguém que não seja brasileiro joga com os times de ca... No FIFA só os times da Europa são bons... Lembro de 2011/12 quando tínhamos um bom time e mesmo assim no FIFA (que não valoriza o futebol sulamericano) a LAZIO era melhor que o Corinthians

    Foto do perfil de Matheus

    Matheus 112 comentários

    13/08/2017 às 12h17 por @delgado10

    UAU, 1 milhão que eles pagam, vai salvar as contas do Timão mesmo heim?
    Existe algo muito mais poderoso que chama Marketing, e com o fifa, isso é MUITO maior, o potencial de ganho em outros setores do clube e reconhecimento aumentam demais. Não estou falando pra ter exclusividade do fifa, e sim pra ter o Corinthians nos dois jogos.

  • Foto do perfil de Anselmo

    Anselmo 5 comentários

    134º. por @ansrizante

    No FIFA 14/15, o overall do Chelsea era 80 contra 74 do Timão... Acho razoável!
    Timão tinha 14 jogadores ouro (acima de 75): Guerrero, Jadson, Renato Augusto e até pato...
    Nada diferente disso acontece no PES!

    Foto do perfil de Murilo Augusto

    Murilo 78 comentários

    11/08/2017 às 23h37 por @murilo.augusto.ribei

    Você entende o que é alcance imternacional da marca? É ver sei produto sendo usado por ume pessoa de outro país nascida neste outro país. Ai você imagina o Peter nascido em Londres resolve jogar com time brasileiro, e lembra do Corinthians um.clube brasileiro que derrotou o xelsinha e te trouxe alegrias por ser torcedor dos gunners, ai na hora que vai escolher ele vê o overwall do time 65, ele vira e fala que time lixo, não tem ninguém que conheço pensei que era o Jô ex city ali mas ele tem 1,70 e é fortinho deve ser outro. Ai você sabe o que é marca valorizada? É justamente o contrario de chamarem ela de lixo, time bosta, time fraco, isso valoriza #[email protected]% nenhuma não é Romero ser do msm nível de suarez, mas poderia ser um 78..83 mas não 65

  • Foto do perfil de F.R.

    Ranking: 387º

    F.r. 1465 comentários

    133º. por @ninjasccp

    Já fui da opinião que era melhor a visibilidade do Corinthians estar exposto em um jogo apreciado no mundo todo a preferir a mixaria que a Konami paga pela exclusividade. Mas foi lendo uns comentários que repensei, estava errado. No Fifa há 650 times, o Corinthians seria só mais um time que estrangeiros jogariam e nem se daria conta de quem é. Então é como diretor de marketing propôs, se querem o Corinthians no Fifa que coloquem de igual pra igual com os grande times, assim quando um espanhol ou chinês apaixonado por futebol for enfrentar o Corinthians no jogo saberá que é um time grande e de respeito, assim como barcelona e real.

  • Foto do perfil de Pedro

    Pedro 1 comentário

    132º. por @pedroenrico

    Concordo com a diretoria. O FIFA nunca deu importância para nós. Não tô falando só do Corinthians, mas sim do futebol brasileiro como um todo. Enquanto o futebol inglês tem até a 8273ª divisão licenciada no jogo, o Brasil mal tem a primeira divisão. O futebol brasileiro merece mais respeito, respeito esse que só o PES nos dá no momento.