Carille admite tristeza após revés, mas destaca postura do Corinthians no Brasileirão

Carille admite tristeza após revés, mas destaca postura do Corinthians no Brasileirão

Por Meu Timão

Técnico do Corinthians, Fábio Carille analisou a primeira derrota da equipe no Brasileirão

Técnico do Corinthians, Fábio Carille analisou a primeira derrota da equipe no Brasileirão

Foto: Larissa Lima / Meu Timão

Depois de 13 dias longe dos gramados, o Corinthians voltou a disputar o Campeonato Brasileiro e enfrentou o Vitória neste sábado, na Arena em Itaquera. A equipe alvinegra acabou sofrendo a primeira derrota na competição e perdeu para o time baiano pelo placar de 1 a 0, quebrando uma invencibilidade de 34 partidas em 2017. Técnico do Timão, Fábio Carille não fugiu da tristeza no vestiário alvinegro, mas apontou a postura do grupo após o revés.

Líder do Brasileirão com 47 pontos, o Corinthians sofreu o único gol na partida contra o Vitória ainda no primeiro tempo. O colombiano Santiago Tréllez recebeu sozinho em frente à Cássio e colocou a bola no fundo da rede. Em entrevista coletiva concedida na Arena em Itaquera, o técnico Fábio Carille analisou a derrota alvinegra e projetou o próximo desafio pela competição nacional, diante da Chapecoense.

Não existe equipe imbatível, a gente sabia. Sabíamos da proposta do Vitória, fez bom jogo assim contra o Cruzeiro em Minas, Flamengo também. Temos que nos sentir orgulhosos por tudo o que fizemos até agora. Tristes por hoje, porque já tínhamos conseguido vencer equipes fechadas, como São Paulo, Santos e Cruzeiro, mas agora é se preparar para Chapecó”, comentou Carille.

O Corinthians não sabia o que é perder desde o último dia 19 de março, quando perdeu para a Ferroviária por 1 a 0, em Araraquara, na disputa do Campeonato Paulista. Desde então, foram 21 vitórias e 13 empates conquistados pela equipe alvinegra, que se mantinha como única invicta no Brasileirão até este final de semana. A quebra da invencibilidade, que se consolidou como a segunda maior da história do clube, não alarmou Carille.

Leia também:
Balbuena leva terceiro amarelo, e Corinthians enfrentará Chape com zaga de jovens da base
Fiel canta na Arena após primeira derrota do Corinthians no Brasileirão
Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

Eu sou muito ciente e tranquilo de tudo, porque trabalho demais todos os dias, sempre buscando o melhor. Infelizmente as coisas não acontecem às vezes. Foram 34 jogos, melhor campanha, um turno inteiro... falei no vestiário, que estava triste, que temos que nos orgulhar do que construímos. Perdemos nos pênaltis para o Inter na Copa do Brasil e todos tristes, mas levantamos a cabeça. Agora é fazer isso e novo”, analisou.

Ainda sobre o tropeço diante do Vitória, Carille comentou o lance do gol do time baiano do técnico Vagner Mancini. Segundo o treinador corinthiano, o comportamento do adversário deste sábado foi um reflexo de outros trabalhados do comandante adversário, mas não se caracteriza como uma “imitação” do estilo de contra-ataque adotado pelo Corinthians nesta temporada.

“Vitória e Chapecoense (comandadas por Mancini) já fazem isso há muito tempo. Nosso jogo no primeiro turno contra o Vitória na Fonte Nova foi fechado também, porque eles têm jogadores rápidos na frente, é uma característica, o Mancini arma equipes assim, jogando no erro do adversário. Ninguém imita o Corinthians, não”, finalizou.

A situação do Corinthians na tabela do Brasileirão segue confortável, mesmo com o revés em Itaquera. A equipe de Fábio Carille sustenta uma vantagem de oito pontos em relação ao vice-líder Grêmio, que irá disputar a atual rodada da competição nacional neste domingo, diante do Atlético-PR.

O Corinthians volta a campo já nesta quarta-feira, quando enfrenta a Chapecoense pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida, que será disputada em Santa Catarina, foi adiada na última semana por conta de uma excussão do time do Sul na Europa. O jogo terá início às 19h30 (de Brasília), na Arena Condá.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes
  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes