Diretoria do Corinthians demonstra preocupação com janelas que ainda estão abertas

Diretoria do Corinthians demonstra preocupação com janelas que ainda estão abertas

3.0 mil visualizações 34 comentários Comunicar erro

Guilherme Arana foi um dos mais cobiçados

Guilherme Arana foi um dos mais cobiçados

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians passou ileso às grandes janelas de transferências internacionais, que fecharam na noite do último dia 31. O zagueiro Pedro Henrique, inclusive, vibrou com a permanência de seus companheiros durante a última entrevista coletiva no CT. Mas a diretoria ainda não comemora. Culpa de três das últimas janelas que seguem abertas.

No México, os reforços poderão ser adquiridos até o dia 5 (terça). Na Turquia será possível contratar até o dia 8 (sexta). E, por fim, os Emirados Árabes Unidos. Os clubes dos bilionários xeques ainda têm quase um mês para buscar jogadores no Brasil ou qualquer outro país (fechamento da janela apenas no dia 2 de outubro).

Apesar de serem três destinos com menos importância em comparação aos que já estão impedidos de contratar - Espanha, Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Rússia, Portugal, Holanda, Grécia, Rússia e Ucrânia -, os clubes desses três lugares costumam buscar jogadores brasileiros com uma certa frequência.

"Mantemos a cautela, ainda tem algumas janelas abertas, lugares que costumam fazer bastante consulta", explicou o gerente Alessandro Nunes, em conversa com o Meu Timão.

Leia também:
Corinthianos comemoram aniversário com doação de sangue no Parque São Jorge
Alessandro, sobre trajetória: 'Era um simples coordenador e me tornei gerente'
Corinthians libera, e Cristian se aproxima de acerto com o Grêmio

Três titulares estiveram perto de sair nesta janela de transferência. O jovem Guilherme Arana, sem dúvida, foi o mais cobiçado com quatro ofertas - CSKA Moscou (RUS), Sevilla (ESP), Roma (ITA) e Bordeaux (FRA) -, uma delas na casa dos 12 milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões). Balbuena teve oferta oficial do Genoa (ITA). Rodriguinho, por sua vez, teve outras duas propostas: Fenerbahce (TUR) e Lokomotiv (RUS).

Uendel, para o Internacional, e Léo Jabá, para o Akhmat Grozny, da Rússia, foram as únicas baixas do Corinthians na temporada. Por essas duas transferências, o clube arrecadou cerca de R$ 8 milhões. O Timão, aliás, foi um dos clubes menos prejudicado pela janela deste meio do ano até o momento.

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes