CBF isenta equipe de arbitragem de culpa após gol de Jô em vitória do Corinthians

2.9 mil visualizações 39 comentários

Por Meu Timão

Jô marcou o único gol do jogo contra o Vasco; arbitragem validou o lance

Jô marcou o único gol do jogo contra o Vasco; arbitragem validou o lance

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A Confederação Brasileira de Futebol decidiu não punir a equipe de arbitragem responsável pelo jogo entre Corinthians e Vasco, realizado no último domingo, na Arena, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A hipótese havia sido levantada após o gol de mão do centroavante ter sido validado, decretando assim a vitória de 1 a 0 do Timão.

Em entrevista reproduzida pelo jornal Folha de S. Paulo, o coronel Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem da CBF, explicou os bastidores da decisão da entidade de isentar de culpa o árbitro Elmo Alves Resende Cunha, o assistente Fabrício Vilarinho da Silva e o adicional Eduardo Tomaz de Aquino pelo erro cometido no jogo da Arena Corinthians.

"Foi um gol de mão. Ouvimos o árbitro, ouvimos o adicional e ouvimos o assistente número 1. Eles deram as explicações e entendemos. Não achamos que seja para punição. Não foi por falta de concentração", disse Marinho.

"Apesar de estar bem posicionado, o árbitro (Elmo Alves Resende Cunha) diz que não conseguiu ver porque tinha muita gente na frente. O adicional (Eduardo Tomaz de Aquino) que poderia ter visto, não viu. Ele estava com o lance na trave, do gol ou não gol. Ele fixa o olhar na trave e não vê o lance do movimento do Jô. A trave ficou bem na frente", explicou.

Sobrou para Marinho até mesmo opinar sobre a atitude de Jô, que após o jogo concedeu entrevista dizendo não saber se a bola tocou em seu braço ou não. No entendimento do chefe da comissão de arbitragem da CBF, o centravante estava sob o calor da partida e pode até mesmo ter mudado de percepção horas após o apito final.

"Não tem como condenar. Durante o jogo, a adrenalina está muito alta. Ele afirmou que não sentiu a bola tocar em sua mão. Pode ser que agora revendo o lance, ele confirme o toque", ponderou.

Jô vem sendo protegido internamente no Corinthians em meio à polêmica que vem rondando as redes sociais e os principais programas esportivos da televisão e do rádio. O técnico Fábio Carille, ainda no domingo, concedeu entrevista colocando dúvida a respeito da irregularidade do gol. Nesta segunda, foi a vez de Rodriguinho conversar com a imprensa e afirmar que não avisaria o árbitro se estivesse na posição do camisa 7.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro, Arbitragem, Erros de arbitragem e .

Veja Mais:

  • Robson Bambu e Willian participam de penúltimo treino do Corinthians antes de enfrentar o São Paulo

    Corinthians divulga relacionados para partida contra o São Paulo; veja a lista

    ver detalhes
  • Matheus Araújo foi procurado pelo Sporting, mas negócio não avançou

    Corinthians recusa investida do Sporting por meia das categorias de base

    ver detalhes
  • Cássio já enfrentou rivais mais de 100 vezes com a camisa do Corinthians

    Cássio pode passar Ronaldo em número de clássicos pelo Corinthians; veja detalhes

    ver detalhes
  • A reportagem do Meu Timão teve acesso ao laudo da perícia contratada por Rafael Ramos

    Perícia contratada por Rafael Ramos conclui que jogador do Corinthians não utilizou o termo 'macaco'

    ver detalhes
  • Natascha foi emprestada ao Flamengo

    Corinthians acerta empréstimo de goleira ao Flamengo

    ver detalhes
  • Entre outubro de 2018 e dezembro de 2021, Michel Macedo atuou em apenas 30 jogos, com um gol marcado; lateral-direito conquistou o Estadual de 2019

    Corinthians é acionado na Justiça pelo lateral Michel Macedo com pedido de indenização milionária

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x