CBF isenta equipe de arbitragem de culpa após gol de Jô em vitória do Corinthians

CBF isenta equipe de arbitragem de culpa após gol de Jô em vitória do Corinthians

Por Meu Timão

Jô marcou o único gol do jogo contra o Vasco; arbitragem validou o lance

Jô marcou o único gol do jogo contra o Vasco; arbitragem validou o lance

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A Confederação Brasileira de Futebol decidiu não punir a equipe de arbitragem responsável pelo jogo entre Corinthians e Vasco, realizado no último domingo, na Arena, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A hipótese havia sido levantada após o gol de mão do centroavante Jô ter sido validado, decretando assim a vitória de 1 a 0 do Timão.

Em entrevista reproduzida pelo jornal Folha de S. Paulo, o coronel Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem da CBF, explicou os bastidores da decisão da entidade de isentar de culpa o árbitro Elmo Alves Resende Cunha, o assistente Fabrício Vilarinho da Silva e o adicional Eduardo Tomaz de Aquino pelo erro cometido no jogo da Arena Corinthians.

"Foi um gol de mão. Ouvimos o árbitro, ouvimos o adicional e ouvimos o assistente número 1. Eles deram as explicações e entendemos. Não achamos que seja para punição. Não foi por falta de concentração", disse Marinho.

"Apesar de estar bem posicionado, o árbitro (Elmo Alves Resende Cunha) diz que não conseguiu ver porque tinha muita gente na frente. O adicional (Eduardo Tomaz de Aquino) que poderia ter visto, não viu. Ele estava com o lance na trave, do gol ou não gol. Ele fixa o olhar na trave e não vê o lance do movimento do Jô. A trave ficou bem na frente", explicou.

Sobrou para Marinho até mesmo opinar sobre a atitude de Jô, que após o jogo concedeu entrevista dizendo não saber se a bola tocou em seu braço ou não. No entendimento do chefe da comissão de arbitragem da CBF, o centravante estava sob o calor da partida e pode até mesmo ter mudado de percepção horas após o apito final.

"Não tem como condenar. Durante o jogo, a adrenalina está muito alta. Ele afirmou que não sentiu a bola tocar em sua mão. Pode ser que agora revendo o lance, ele confirme o toque", ponderou.

Jô vem sendo protegido internamente no Corinthians em meio à polêmica que vem rondando as redes sociais e os principais programas esportivos da televisão e do rádio. O técnico Fábio Carille, ainda no domingo, concedeu entrevista colocando dúvida a respeito da irregularidade do gol. Nesta segunda, foi a vez de Rodriguinho conversar com a imprensa e afirmar que não avisaria o árbitro se estivesse na posição do camisa 7.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro, Arbitragem, Erros de arbitragem e .

Veja Mais:

  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes
  • Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    ver detalhes
  • Nesta quarta-feira, o Timãozinho perdeu o Dérbi por 1 a 0

    Corinthians é superado na Arena e decide título da Copa do Brasil Sub-17 fora de casa

    ver detalhes
  • Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    VÍDEO: Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes