Saem as chuteiras, entra o pandeiro: conheça o Tamboréu, modalidade tradicional do Corinthians

Saem as chuteiras, entra o pandeiro: conheça o Tamboréu, modalidade tradicional do Corinthians

Esporte é praticado nas dependências do Corinthians desde a década de 50

Esporte é praticado nas dependências do Corinthians desde a década de 50

Foto: Rafaela de Oliveira/Meu Timão

É inegável que o futebol é a principal modalidade do Corinthians. Os milhões de alvinegros espalhados pelo Brasil costumam, em sua maioria, acompanhar o Timão justamente pelo esporte bretão. Apesar disso, não é só com os pés que a história corinthiana foi construída. Com as mãos, por exemplo, o clube desempenhou grande papel no basquete, vem crescendo no vôlei e também é destaque em outro esporte, menos conhecido.

Leia também: Do vôlei a natação: conheça as equipes que representam o Corinthians em outras modalidades

Entre os esportes menos conhecidos, o Tamboréu, uma das modalidades mais tradicionais praticadas no Corinthians, merece atenção. Para explicar a trajetória do esporte no Parque São Jorge, é possível se debruçar nas belas linhas do hino corinthiano.

És do Brasil, o clube mais brasileiro

Brasileiros deram ao esporte os moldes que ele tem hoje.

Brasileiros deram ao esporte os moldes que ele tem hoje

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Mesmo trazido pelos europeus na década de 30, o Tamboréu é uma modalidade tipicamente brasileira. Isso, pois foi em uma praia de Santos que o esporte deu seus primeiros passos para ser o que é hoje. O jogo, que antes aparentava ser um hobbie, consistia em duas pessoas (geralmente imigrantes italianos) batendo a bola de um lado para o outro com um Tamburello (uma espécie de pandeiro). No entanto, quando ganhou o litoral paulista, passou a ser jogado com rede, em quadras próprias, além de serem formuladas novas regras. Com pandeiros comercializados no Brasil – feitos com aro e tampa de madeira -, a modalidade chegou ao Corinthians no final da década de 1950.

“Em 1958, na gestão do Sr. Vicente Matheus, foi inaugurada a primeira quadra do clube, construída pelos Srs. João Girello, Oswaldo Ribaldo, Palma Leoni Ferraço e outros. Esses companheiros também construíram nosso pavilhão social denominado Onélia Helu”, relembra Luiz Paulo Bizelli, atual assessor técnico do departamento de Tamboréu do Corinthians, em entrevista ao Meu Timão.

Salve o Corinthians, de tradições e glórias mil

Parque São Jorge já foi palco de incontáveis torneios da modalidade.

Parque São Jorge já foi palco de incontáveis torneios da modalidade

Divulgação

Como no futebol, não faltam feitos para o Corinthians no Tamboréu. Campeão em todas as modalidades possíveis, o clube já revelou grandes atletas. Nomes como Nelson Fiúza, Dodô, Maracanã, Enoque, Talarico, Paulinho Espírito Santo, Romaninho, Ricardo de Almeida, Marinho, Marcelinho, Emerson, Betão, Paulo Maike, Pitchico, Sulivan, Luiz Paulo, reconhecidos no meio, deram seus primeiros e mais brilhantes passos nas quadras do Parque São Jorge.

Além dos jogadores e conquistas históricas, a tradição corinthiana no Tamboréu se apoia no pioneirismo. Prova disso é que, até os dias de hoje, o clube é o único ligado ao futebol que desenvolve atividades em torno do esporte.

"Nacionalmente falando, existem seis clubes que praticam Tamboréu na cidade de São Paulo, e mais cinco em Campinas, Valinhos e Paulínia, São Sebastião, em Santos, onde o esporte nasceu e é jogado também na praia. Existem mais de 500 clubes e entidades praticantes. Nenhum destes clubes é ligado ao futebol, apenas nós", explicou Luiz.

Teu passado é uma bandeira, teu presente é uma lição

O Parque São Jorge sediou o início da Copa do Brasil da modalidade neste fim de semana.

O Parque São Jorge sediou o início da Copa do Brasil da modalidade

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Se o passado do Tamboréu corinthiano é cercado de tradição, o presente não fica para trás. Com grandes atletas em seu plantel, o clube conta com representantes em todas as modalidades do esporte (principal, aspirantes, iniciantes, aprendizes, master e veteranos). Porém, mais do que contar com bons nomes, o Corinthians faz valer sua história com o Tamboréu mostrando resultados. Nesta temporada, a equipe alvinegra já conquistou o título da Copa do Brasil categoria D e o Torneio “Ronaldo Luiz de Melo” categoria C, em Saibro na cidade de Santos. Até o fim do ano, o Timão ainda disputa outros importantes torneios.

“Esta semana temos dois de nossos atletas em Marselha disputando um torneio internacional interclubes, e no final do ano teremos o campeonato mundial que este ano será disputado em Barcelona e os atletas do SCCP estarão presentes na seleção Brasileira”, conta o assessor técnico do clube.

Tu és orgulho dos desportistas do Brasil

Os próprios atletas bancam as atividades do Departamento de Tamboréu

Os próprios atletas bancam as atividades do Departamento de Tamboréu

Rafaela de Oliveira/Meu Timão

Contando com três quadras de saibro no Parque São Jorge, sendo duas iluminadas, o Departamento de Tamboréu do Corinthians não faz restrições a novos praticantes. Por se tratar de um esporte amador, a modalidade não tem patrocínios e investimentos, por isso, são os próprios atletas que custeiam todas as atividades realizadas no Timão.

“Todos podem praticar o Tamboréu, independente de idade, constituição física ou sexo, tem lugar para todos. Nenhum jogador de Tamboréu é profissional, temos alguns militantes oriundos de outros clubes que treinam e disputam com os associados do clube que praticam o esporte. O principal objetivo do departamento de Tamboréu é a renovação dos atletas, pois a maturação de um jogador demora de três a quatro anos, dependendo da idade para estar em condições competitivas”, explica Luiz.

Calçando chuteiras ou segurando um pandeiro, o Corinthians se mantém com o esforço e comprometimento dos que por ele são apaixonados. No caso do Tamboréu, são os próprios atletas que fazem a modalidade permanecer viva e vitoriosa, dando ainda mais orgulho ao clube paulista.

Veja mais em: Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Com saída de Adriano, Marquinhos herdou a camisa 10 do Timão na Libertadores 2012

    Campeão em 2011, Marquinhos diz ter celebrado hepta do Corinthians e ensaia retorno

    ver detalhes
  • Golaço de Rodriguinho sobre o Sport entrou em vídeo de emissora italiana

    Canal de esportes da Itália produz vídeo com cinco gols mais belos do hepta do Corinthians

    ver detalhes
  • Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    ver detalhes
  • Com bandeirões e muita festa, Fiel incentivou Timão no último treino aberto

    Corinthians abre à torcida último treino antes do jogo da taça

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes