Fagner volta atrás em críticas à Conmebol, mas acusa árbitro: 'Nítida a intenção dele'

Fagner volta atrás em críticas à Conmebol, mas acusa árbitro: 'Nítida a intenção dele'

Por Meu Timão

Fagner aproveitou desembarque para atender pedidos de foto de torcedores

Fagner aproveitou desembarque para atender pedidos de foto de torcedores

Foto: Rodrigo Vessoni/Meu Timão

O Corinthians desembarcou na tarde desta quinta-feira no Aeroporto de Guarulhos pouco mais de 12 horas após a eliminação na Copa Sul-Americana. E a irritação do elenco com a arbitragem do uruguaio Leodan González segue firme e forte.

Em conversa com a imprensa no saguão do aeroporto, Fagner representou o Corinthians no dia seguinte à queda para o Racing, da Argentina. O lateral-direito admitiu ter feito cobranças exageradas à Conmebol no pós-jogo da última noite, mas manteve a bronca contra o árbitro.

"Foi uma opinião minha depois do jogo de cabeça quente. Não sou eu quem tem que determinar nada. A gente fica chateado pela maneira como o árbitro conduziu o jogo, mascando, marcando faltinhas. Não estou nem falando da expulsão em si. Vai gerando uma irritação ao longo do jogo. Ele acabou sendo um protagonista para o lado negativo", disse.

Leia também:
Um título, duas eliminações e... invicto: Corinthians fecha ano inusitado em mata-matas
Carille evita falar sobre Rodriguinho, mas explica como expulsão afetou Corinthians
Na bronca, Camacho fala em 14 finais pelo Brasileirão após eliminação na Argentina

"Não foi nem na pilha dos argentinos. Foi mais na do próprio árbitro. Jogar fora de casa em campeonato sul-americano você vai ser provocado, sabemos disso. Mas foi apimentado pelos erros do árbitro. Naturalmente foi nos tirando do sério. A cada erro você vê que é nítida a intenção dele", completou.

A crítica do Corinthians, manifestada até mesmo pelo diretor de futebol Flávio Adauto ainda no estádio El Cilindro, em Buenos Aires, na Argentina, diz respeito à suposta parcialidade da arbitragem a favor dos donos da casa. Em um jogo bastante equilibrado e "pegado" entre as duas equipes, só o Timão teve jogadores expulsos - Rodriguinho e Jô.

No que diz respeito aos cartões vermelhos, aliás, Fagner negou que haja alguma anormalidade no elenco corinthiano em relação ao excesso de vontade. O lateral, contudo, pediu mais atenção em eventuais jogos de 2018 por competições sul-americanas.

"Ano do Corinthians, se você puxar, tivemos poucas expulsões. Não é algo que preocupa, é algo que temos de levar adiante, serve de aprendizado, principalmente no ano que vem a se a gente disputar novamente competições sul-americanas. Não podemos cometer os mesmos erros", alertou.

Em tempo: os jogadores do Corinthians se reapresentam no CT Joaquim Grava na manhã desta sexta-feira. O foco do Timão é o clássico deste domingo, contra o São Paulo, no Morumbi. A equipe alvinegra defende a liderança da competição, com 53 pontos conquistados - dez a mais que o vice-líder Grêmio.

Veja mais em: Fagner, Arbitragem e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Dentinho publicou fotos de 'poker alvinegro' nesta quarta-feira

    Dentinho publica fotos de 'poker alvinegro' com ex-goleiro do Corinthians e mesa personalizada

    ver detalhes
  • Lucca jogou emprestado à Ponte Preta em 2017

    Proposta curiosa do Cruzeiro pode colocar atacante do Corinthians no São Paulo; entenda

    ver detalhes
  • Rodriguinho está na mira dos chineses

    Chineses intensificam sondagens, e Rodriguinho pode deixar Corinthians no início de 2018

    ver detalhes
  • SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    VÍDEO: SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes