Idealizador da retirada das estrelas do escudo do Corinthians comemora: 'Imagine como estaria'

Idealizador da retirada das estrelas do escudo do Corinthians comemora: 'Imagine como estaria'

Caio Campos, ex-gerente de marketing, responsável pela retirada das estrelas

Caio Campos, ex-gerente de marketing, responsável pela retirada das estrelas

Foto: Reprodução/Internet

O Corinthians confirmou o heptacampeonato brasileiro na última quarta-feira. No telão e nos painéis de LED da Arena, sete estrelas amarelas foram exibidas aos mais de 45 mil torcedores (veja abaixo). E se essas sete estrelas amarelas estivessem no escudo da camisa? E se essas estrelas tivessem de dividir espaço com outra da Libertadores e mais duas dos Mundiais da Fifa? Como estaria?

Telão da Arena Corinthians exibiu as sete estrelas

Telão da Arena Corinthians exibiu as sete estrelas

Reprodução/Internet

A reportagem do Meu Timão resolveu ouvir Caio Campos, ex-gerente de marketing do clube, idealizador da retirada das estrelas do escudo durante a disputa do Brasileirão 2011. Na ocasião, a equipe de Tite ainda lutava pelo quinto título brasileiro, usando uniformes com um escudo que trazia quatro estrelas pequenas amarelas e uma maior, com bordas pratas, em alusão ao Mundial de 2000.

E, como não poderia ser diferente, Caio Campos comemorou aquela decisão tomada há cerca de seis anos.

"Imagine como estaria tudo nos dias de hoje? Hoje não caberia tanta estrela", lembrou o profissional, que iniciou seu trabalho no clube em 2006 e se desligou em fevereiro de 2014.

"Foi uma decisão difícil porque a galera gostava das estrelas, mas estávamos com umas 110 lojas e 120 empresas licenciadas. A cada título tínhamos de mudar tudo porque os produtos ficavam obsoletos, isso sem falar nas comunicações visuais das lojas oficiais e do próprio clube...muita coisa que atrapalhava nosso faturamento", completou.

O ex-gerente de marketing do Corinthians relembrou como foi planejada e executada a decisão de retirar as estrelas do escudo.

"Foi uma das decisões que tomamos mais cuidado e tivemos mais planejamento. Não fomos lá e tiramos por tirar. Soltamos uma campanha no ano anterior, que reafirmava a torcida como maior conquista do clube, aquela que lembrava que o Corinthians não vivia de títulos, vivia de Corinthians", lembrou.

"Depois, falamos com a Nike. A gente queria aumentar a visibilidade do escudo, que não é regular como uma bola do Palmeiras, um triângulo do São Paulo. Explicamos para a empresa (americana) e, além de retirar as estrelas, aumentamos o escudo", completou.

Como ficaria o escudo com as sete estrelas do Brasileirão, uma da Libertadores e duas dos Mundiais

Assim ficaria o escudo do Corinthians hoje

Montagem/Meu Timão

A retirada das estrelas não seria a única mudança na ocasião. De acordo com o ex-gerente de marketing do Corinthians, havia um estudo para modernizar o escudo, com possibilidade de vários designers. Até mesmo escudos mais modernos de equipes da NFL e NBA foram colocados como exemplos para a diretoria naquela ocasião. A ideia, porém, não saiu do papel...

"Seria mais complexo mesmo", finalizou Caio Campos.

Veja mais em: Ações de marketing.

Veja Mais:

  • Alan Mineiro tem contrato com o Corinthians até o fim de 2018

    Após impasse, meia do Corinthians é anunciado como reforço do Fortaleza

    ver detalhes
  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes