Ralf diz que não jogaria em rival do Corinthians, explica saída e opina sobre Gabriel

75 mil visualizações 126 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

Ralf ergueu troféu do hexa do Brasileirão antes de deixar Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em meio a inúmeras especulações e negociações envolvendo o planejamento do Corinthians para 2018, o nome de Ralf surgiu como possível retorno ao clube do Parque São Jorge nas últimas semanas. E se por um lado o Timão não planeja repatriar o veterano de 33 anos, por outro o volante diz não aceitar propostas de equipes rivais de São Paulo.

Em entrevista concedida ao portal Globoesporte.com e publicada nesta sexta-feira, Ralf explicou que a idolatria construída no Corinthians o impediria de acertar com um rival paulista. No Timão, foram seis anos, oito títulos e 352 jogos - é o 19º jogador com mais partidas pelo clube em toda a história.

"Se eu voltar ao Brasil, vai ser para um clube fora de São Paulo. Por tudo o que eu conquistei, até para não apagar a boa imagem que deixei. Tudo o que conquistei foi aqui. Seria algo difícil para mim e para o torcedor. Eu respeito a entidade. Fiz por merecer, mas também reconheço tudo o que eles fizeram por mim", contou.

"É difícil voltar para um rival. Sempre vou ser lembrado como o Ralf do Corinthians. Não quero apagar essa história. Foi tão difícil conquistar e chegar onde cheguei. Não quero jogar tudo isso fora da noite para o dia. Por isso, se for para voltar, vai ser para um clube fora de São Paulo. Se fosse para São Paulo, teria que ser para o Corinthians", argumentou.

Nas últimas duas temporadas, Ralf defendeu o Beijing Guoan, da China - o clube decidiu não renovar com o volante por conta do limite de estrangeiros por equipe imposto pela liga local. A saída do Corinthians para o futebol chinês, aliás, também foi comentada pelo volante na entrevista. Ele explicou a "negociação relâmpago" realizada em dezembro de 2015.

Leia também:
Ralf fecha portas para rivais do Corinthians e encaminha permanência na China
Ex-Corinthians, Ralf e Renato Augusto choram em entrevista a TV chinesa; veja vídeo

"Foi tudo muito rápido e desgastante também, pois se arrastou a negociação para renovar. Assim como agora, com o clube chinês, o Corinthians deixou a renovação para ser feita em cima da hora. A gente quer acertar antes, até pra sair de férias e estar tranquilo, né?", disse.

"No Corinthians tive altos e baixos, acabei o ano jogando, fui o capitão, mas tive momentos em que não tive sequência. Isso foi desgastando, eles não queriam renovar, depois queriam... E eu não podia assinar nada, pois estava esperando o Corinthians. Depois que assinamos, passaram-se 10 ou 15 dias e o clube chinês cobriu a proposta. Eu estava no alto aqui, mas tinha que pensar na minha vida financeira", completou.

Passados dois anos, o Corinthians aprendeu a viver sem Ralf. Mais precisamente em 2017, o Timão viu Gabriel surgir como novo "pitbull da Fiel", conquistando a comissão técnica e o carinho também da torcida. A aprovação do antigo dono da camisa 5 ele já tem...

"É difícil você se comparar com alguém. Mas o Gabriel é bom, novo ainda e tem um grande futuro pela frente. O pouco que fiquei sabendo é que ele é dedicado. Também vi alguns jogos, tive oportunidade de enfrentá-lo quando ele estava no Botafogo e no Palmeiras. É um jogador de raça e força, que aos poucos vai colher os frutos", opinou Ralf.

Leia também: Herdeiro da camisa 5, Gabriel comemora comparação com Ralf

"Ele é menor, mais leve e ágil. Eu já fazia mais a proteção dos zagueiros e cobria os laterais. Mas ele vem jogando muito bem", finalizou.

Veja mais em: Ralf, Mercado da bola, Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Declarações de Carille não estão sendo bem recebidas pelo ambiente do Corinthians

    Declarações de Carille são vistas como 'desnecessárias' e incomodam ambiente no Corinthians

    ver detalhes
  • Ramiro foi disparado o corinthiano que mais falou e gesticulou no treino desta segunda

    Janderson e Régis goleadores, Ramiro líder: reservas treinam forte por reabilitação no Corinthians

    ver detalhes
  • Ralf foi único jogador entre aqueles hoje considerados titulares que treinou com bola nesta segunda

    Sem punição, Ralf volta ao Corinthians e deve ser opção para Carille quarta-feira

    ver detalhes
  • Fábio Carille chegou ao campo já durante o treino e junto com os dirigentes do clube

    Carille tem participação discreta na reapresentação do Corinthians pós-derrota no Majestoso

    ver detalhes
  • Corinthians tem decisão no Paulista e estreia no NBB nessa semana

    Volta à Arena, decisões no basquete e no futsal e Libertadores: a agenda do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Sornoza e Pedrinho podem retornar ao Corinthians para o jogo de quarta-feira

    Corinthians deve ter trio de volta para a partida contra o Goiás

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: