Relação com Carille pode ser diferencial para Corinthians fechar com Renê Júnior

24 mil visualizações 49 comentários

Por Meu Timão

Carille conversou muito com Renê em 2015

Carille conversou muito com Renê em 2015

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos nomes cotados para reforçar o Corinthians na próxima temporada, Renê Júnior tem um motivo a mais para vestir a camisa alvinegra. Isso porque, caso realmente feche com o Timão, não será sua primeira vez no CT Joaquim Grava. Durante o ano de 2015, o volante usou as dependências do clube para recuperar-se de uma cirurgia no púbis. Durante esse período, conheceu um nome que pode ser o grande trunfo para efetivar o negócio: Fábio Carille.

Ainda como auxiliar, o atual comandante do Corinthians conversou muito com Renê enquanto ele tratava de sua forma física. Na época, inclusive, o jogador, que estava no futebol chinês, também era cogitado como possível reforço alvinegro. A negociação não se concretizou, mas a boa relação com Carille parece ter ficado. As informações são do Lance!.

Com a boa temporada no Nordeste, Renê Júnior chamou a atenção de outros clubes do país. A oportunidade de trabalhar com seu velho conhecido, no entanto, parece ter pesado. Por conta dela, o atleta deu sinal positivo para Fernando Garcia, seu empresário, iniciar as tratativas por um contrato com o Timão. O agente conhece bem a diretoria do clube e também deve ser um dos facilitadores da negociação.

Leia também:
Relembre sete recordes impressionantes do Corinthians de Fábio Carille na temporada 2017
Perto de assinar com Corinthians, volante exalta: 'Maior clube do Brasil'
Carille diz que Corinthians tem 'bastante chance' de contratar Júnior Dutra e Renê

Mais do que as conversas no CT Joaquim Grava, Fábio Carille também conhece bem as características de jogo de Renê. O técnico, que já admitiu a proximidade de um acerto com o jogador, explicou aonde a chegada do volante agrega ao time heptacampeão brasileiro: na versatilidade.

"Eu já vi o Renê jogar de tudo. É uma necessidade? Não. Mas qualifica o grupo? Sim. Se buscar 2012, pela Ponte, ele jogou aberto marcando o Edenílson naquele jogo que fomos desclassificados no Paulista. Então ele joga como primeiro volante, mais adiantado, e se precisar faz uma função mais de lado também", analisou, ao Lance!, logo que o nome de Renê foi relacionado com o Timão.

A não necessidade relatada por Carille se explica pelo número de opções que o treinador já tem para a posição do possível contratado. Ao fim desta temporada, o Corinthians tem Gabriel, Camacho, Maycon, Paulo Roberto, Fellipe Bastos, Warian e Mantuan a sua disposição - Marciel também está no plantel, mas tem sido cada vez mais utilizado apenas como lateral esquerdo.

Veja mais em: Fábio Carille, Mercado da bola e Renê Júnior.

Veja Mais:

  • Fábio Santos, Gabriel e Jô comemorando o gol do lateral contra o Coritiba, pelo Brasileirão

    Fábio Santos marca, Corinthians vence Coritiba e respira no Campeonato Brasileiro

    ver detalhes
  • Fábio Santos no duelo com o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Fiel elege Fábio Santos como melhor em campo na vitória do Corinthians; reserva é o pior

    ver detalhes
  • Walter no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Vagner Mancini diz que Cássio não está lesionado e que fez 'opção segura' por Walter

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol de Fábio Santos, contra o Coritiba, no Couto Pereira

    Torcida do Corinthians se anima com primeiro tempo e exalta Mancini; veja repercussão após vitória

    ver detalhes
  • Lucas Piton no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Análise: Corinthians descobre um ponta canhoto e joga para ganhar; time mostra que pode mais

    ver detalhes
  • Arqueiro Cássio na derrota para o Atlético Mineiro, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

    Cássio e Bruno Méndez são denunciados no STJD e vão a julgamento na segunda-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: