Carille se diz grato ao Corinthians por evitar saídas após Paulistão: 'Quatro tiveram propostas'

Carille se diz grato ao Corinthians por evitar saídas após Paulistão: 'Quatro tiveram propostas'

Por Meu Timão

Carille lembrou que diretoria teve papel decisivo no hepta ao barrar saídas depois do Paulista

Carille lembrou que diretoria teve papel decisivo no hepta ao barrar saídas depois do Paulista

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Campeão paulista, brasileiro, cinco representantes na seleção ideal da Série A... O torcedor do Corinthians tem inúmeros motivos para celebrar o fim de 2017. Mas a temporada recheada de conquistas poderia não ter sido assim se não fosse a postura adotada pela diretoria do Timão logo após o torneio estadual, em meados de maio.

Em entrevista ao site da ESPN, o técnico Fábio Carille, que recebeu o prêmio Bola de Prata de melhor treinador, revelou que quatro atletas do elenco receberam ofertas para deixar o clube naquele momento. A alta cúpula alvinegra, no entanto, barrou eventuais saídas a pedido do comandante, que tinha plena convicção na possibilidade de conquistar o Brasileirão.

"Sou muito grato à diretoria porque quatro jogadores tiveram propostas para saírem depois do Paulista e conseguiram segurar para que continuássemos fortes. Por tudo que aconteceu, pode acontecer de sair mais jogadores", afirmou Carille, que elencou possíveis corinthianos alvos durante a janela de transferências de janeiro.

"Estou falando de uma forma natural de aparecer algo (proposta) pelo Jô, pelo campeonato que fez, um Fagner que a gente vê aí na Europa equipes atrás de um lateral, e ele serviu Seleção neste ano. Não é para se assustar, mas para ser realista. Não estamos aqui para lamentar se isso acontecer, mas para buscar soluções. Dificilmente você irá me ver lamentando uma saída", explicou o técnico.

É possível cravar ao menos um nome do quarteto citado por Carille: Jadson. No último mês de julho, o camisa 10 do Corinthians foi procurado pelo Wuhan Zull, da China, que acenou com proposta no valor de 5 milhões de euros para levá-lo de volta à Ásia. O meio-campista, caso aceitasse a oferta chinesa, teria o salário multiplicado por dois, mas preferiu seguir no Parque São Jorge.

Leia também:
Presidente do Corinthians fala sobre Renê Júnior, tenta despistar, mas admite outas negociações
Presidente do Bahia admite que Corinthians é favorito para fechar com Renê Júnior

Carille também abordou o tema contratações durante a entrevista. O treinador manteve o discurso adotado desde o fim da competição nacional: nada de "cereja" para 2018. "A diretoria está trabalhando bastante para a chegada de reforços. Claro que não estou me iludindo que venha reforços de peso pela situação do clube, mas a gente vai tentar equilibrar bem a equipe para que a gente faça um 2018 maravilhoso", projetou.

Sobre suas ideias de formação de equipe para a próxima temporada, na qual o Corinthians disputará o bicampeonato da Copa Libertadores da América, Carille faz uma única promessa.

"O que vou prometer é o que prometi no começo do ano (de 2017). Uma equipe muito organizada, de muita entrega, como o corinthiano gosta, para a gente correr atrás dos nossos objetivos."

Veja mais em: Fábio Carille, Jadson, Mercado da bola e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Monster Jam agitou Itaquera nesse sábado

    Primeiro Monster Jam no Brasil leva mais de 30 mil pessoas à Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Crislan pertence ao Braga, mas jogou no Vegalta Sendai por empréstimo

    Em alta no Japão, atacante despista sobre sondagem do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Em meio à Fiel, Carille ergue a taça do hepta

    Como ganhar na loteria! 'Campeão de tudo' em 2018 levará R$ 144 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes