Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Difícil'

37 mil visualizações 113 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Antes mesmo da bola parar de rolar em 2017, a diretoria do Corinthians já vasculhava o mercado em busca de opções para 2018. Mesmo com a intensa procura, apenas um nome foi oficializado depois da conquista do hepta: Júnior Dutra. Em entrevista ao canal oficial do Timão no Youtube, Alessandro, gerente de futebol, explicou as dificuldades de reforçar o plantel de Carille.

"Não tem sido fácil encontrar um jogador à altura do Corinthians, mas acharemos no momento certo. O torcedor é ansioso, é normal, ele quer que a equipe ideal esteja pronta o quanto antes. Mas é trabalhoso", esclareceu o dirigente.

"São discussões um pouco mais complexas... tempo de contrato, direito econômico, vinda do atleta, aquisição ou não, um empréstimo. São muitas coisas envolvidas que temos que ter tranquilidade para executar e não colocar o futuro do clube em risco, ainda mais na questão financeira", completou.

Leia também:
Gramado 'irreconhecível' da Arena Corinthians chama atenção em foto que circula nas redes sociais
Corinthians nem nenhum outro clube fez proposta por Tréllez, alega novo presidente do Vitória
Corinthians altera moeda de troca e faz contraproposta por lateral do Bahia

Se reforçar-se com atletas de outros clubes tem sido um desafio, o Corinthians pode recorrer ao retorno de alguns jogadores que fizeram boas temporadas emprestados. É o caso de Lucca, um dos principais nomes da Ponte Preta em 2017, e Jean, maior ladrão de bolas do Campeonato Brasileiro. Quanto a possibilidade de reintegrar os dois, Alessandro não negou que o cenário é difícil.

"São atletas que jamais vamos ignorar, mas vejo com dificuldade (a volta deles) neste primeiro momento. O Jean voltaria para ser uma terceira opção, já que temos o Gabriel e o Paulo Roberto. É ruim para um atleta que foi titular numa temporada voltar para um clube de origem para ser terceira opção. Aí deixamos um parênteses para qualquer boa opção que ele tiver no mercado", analisou.

"O mesmo eu digo para o Lucca. Temos muitos atletas de extremo, jogamos com Romero e Jadson, o Clayson passou a ser titular no fim, temos o Marquinhos Gabriel, e a própria chegada do Júnior Dutra", completou.

Os jogadores, então, devem seguir os passos de outros nomes que o Timão tenta incluir em negociação por jogadores. Exemplos disso são o goleiro Douglas, que passou o ano no Avaí, e Marlone, emprestado ao Atlético Mineiro durante a temporada. Ambos foram oferecidos pelo clube ao Bahia, na intenção de baixar o preço do lateral Juninho Capixaba.

Lucca, inclusive, já esteve envolvido em um possível negócio desses moldes. O atacante seria trocado por Júnior Tavares, do São Paulo.

A entrevista do gerente de futebol para a Corinthians TV

Veja mais em: Alessandro, Mercado da bola, Jogadores emprestados e Lucca.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a campo na quarta-feira, contra o Santo André

    Duelo contra o Santo André, clássico no feminino e rodada no NBB marcam a semana do Corinthians

    ver detalhes
  • Boselli já balançou a rede cinco vezes no ano e tem tido ao menos uma chance por jogo

    Boselli reflete sobre 'incerteza' em meta de gols no Corinthians, mas mantém confiança

    ver detalhes
  • Corinthians fará apenas dois treinos antes de encarar o Santo André pelo Paulistão

    Desfalques e questões técnicas: Tiago Nunes terá dois treinos para ajustar Corinthians no Paulistão

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Um problema gera 'dor de cabeça' e desafia Tiago Nunes no Corinthians

    ver detalhes
  • Boselli mandou uma bola na trave no jogo de ida, no Paraguai, que poderia ter mudado o rumo do confronto

    Boselli lembra bola na trave contra o Guaraní, mas não lamenta: 'Chutaria do mesmo jeito de novo'

    ver detalhes
  • Pedrinho entrou apenas no segundo tempo da partida contra o Água Santa

    Tiago Nunes explica reserva de Pedrinho e tenta achar 'combinação perfeita' no Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: