Novo atacante do Corinthians não se vê como substituto de Jô e diz onde prefere jogar

4.2 mil visualizações 38 comentários

Por Meu Timão

Júnior Dutra foi apresentado como reforço do Corinthians nesta quinta-feira

Júnior Dutra foi apresentado como reforço do Corinthians nesta quinta-feira

Divulgação/Corinthians/Twitter

Os torcedores do Corinthians mais otimistas podem tirar o cavalinho da chuva: a busca por um centroavante segue a todo vapor no Parque São Jorge. Apresentado nesta quinta-feira como reforço do Corinthians para a temporada de 2018, Júnior Dutra foi sincero no primeiro bate-papo com jornalistas e já avisou que não se vê como substituto de Jô no Timão.

Leia também:
Corinthians anuncia entrevista coletiva de Roberto de Andrade e Jô nesta sexta-feira
Nove dos últimos dez títulos do Corinthians tiveram centroavante; busca prossegue

"Não sou uma referência, como é o Jô, o Kazim. Sou aquele falso 9, tenho altura boa, mas sou mais de movimentação e explorar velocidade", descreveu.

"Onde joguei sempre fiz gols, mas não fui o 9 referência, era o segundo atacante. No Avaí fiz nove gols jogando pelo lado, aberto. Sou muito objetivo, busco gols, assistências, mas preciso ser sincero. Se precisar, encaro (jogar centralizado). É muito fácil eu falar para você: nunca fui de fazer 30 gols no ano, mas por onde passei fiz gols. Posso ajudar onde o Carille achar melhor", completou, se colocando à disposição do técnico para ser improvisado como centroavante se for necessário.

Ao que tudo indica neste começo de temporada, porém, Carille não planeja usar Dutra como centroavante. O próprio atacante revelou já ter tido conversas com o treinador sobre o assunto e sinalizou que o plano do comandante é usá-lo mesmo pelas beiradas.

"Eu vim pra cá pensando, até pelo Brasileiro que fiz, em jogar pelos lados. Mas tive uma conversa com ele e falamos sobre jogar centralizado. Acho que na cabeça dele, até pelo que ele viu no Brasileiro, a ideia do Carille é me usar pelos lados", contou.

Por fim, ao ser questionado sobre a possibilidade de assumir o papel de centroavante para "pegar um atalho" rumo à titularidade, Dutra preferiu fugir de polêmicas. Aqui vale reforçar que o elenco não tem hoje um centroavante visto como titular (Kazim e Carlinhos não agradam). Por outro lado, há jogadores de beirada consolidados na equipe (Ángel Romero e Clayson, além de Lucca, que volta após boa passagem de empréstimo pela Ponte Preta).

"Não pensei nisso, tenho que acreditar no meu potencial. Eu tenho que pensar em fazer meu melhor. Conversei com o Carille que, se ele precisar, já joguei ali. Não foi forçando algo. Mas joguei o Brasileiro pelos lados e ele me conhece jogando ali", finalizou.

Veja mais em: Júnior Dutra e Fábio Carille.

Veja Mais:

  • Fábio Santos, Gabriel e Jô comemorando o gol do lateral contra o Coritiba, pelo Brasileirão

    Fábio Santos marca, Corinthians vence Coritiba e respira no Campeonato Brasileiro

    ver detalhes
  • Fábio Santos no duelo com o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Fiel elege Fábio Santos como melhor em campo na vitória do Corinthians; reserva é o pior

    ver detalhes
  • Walter no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Vagner Mancini diz que Cássio não está lesionado e que fez 'opção segura' por Walter

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol de Fábio Santos, contra o Coritiba, no Couto Pereira

    Torcida do Corinthians se anima com primeiro tempo e exalta Mancini; veja repercussão após vitória

    ver detalhes
  • Lucas Piton no duelo contra o Coritiba, pelo Brasileirão, no Couto Pereira

    Análise: Corinthians descobre um ponta canhoto e joga para ganhar; time mostra que pode mais

    ver detalhes
  • Arqueiro Cássio na derrota para o Atlético Mineiro, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

    Cássio e Bruno Méndez são denunciados no STJD e vão a julgamento na segunda-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: