Pelo combate à violência contra a mulher, Corinthians muda uniforme para clássico

Pelo combate à violência contra a mulher, Corinthians muda uniforme para clássico

Por Meu Timão

21 mil visualizações 88 comentários Comunicar erro

Corinthians terá novidade em sua camisa no clássico contra o Santos, deste domingo

Corinthians terá novidade em sua camisa no clássico contra o Santos, deste domingo

Divulgação/Corinthians

Os jogadores do Corinthians irão, literalmente, vestir a camisa pelo combate à violência contra as mulheres neste domingo. No clássico contra o Santos, pelo Campeonato Paulista, a equipe alvinegra entrará em campo estampando repúdio pelo ato em seu uniforme. A partida tem início às 17h (de Brasília), no estádio do Pacaembu.

A frase “Todos em Campo no Combate à Violência contra a Mulher” estará exposta no clássico paulista em camisas e faixas. A ideia do clube é chamar atenção aos altos índices de violência sofrida por mulheres que ocorrem no Brasil, principalmente em dias de transmissões de jogos grandes.

Segundo dados fornecidos pelo Cadastro Nacional de Violência Doméstica do Conselho Nacional do Ministério Público, mais da metade dos casos de agressão contra mulheres é praticada à noite, pelo próprio companheiro e dentro de casa. O levantamento também aponta que os incidentes violentos aumentam nos fins de semana e em dias de partidas de futebol.

Leia também:
Atento ao noticiário, Sheik se coloca à disposição para jogar de 9
Corinthians joga no Pacaembu sem Fiel pela primeira vez na história; nem punição impediu fato
Balotelli? Samuel Eto’o? Diretor do Corinthians pede 'pés no chão' na busca por camisa 9

Organizada pelo Corinthians, a campanha faz parte da mobilização nacional da rede "Brasil Mulher", criada em dezembro do ano passado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do Governo Federal. A intenção é unir instituições privadas, sociedade civil e governo na busca de soluções para o empoderamento da mulher e o combate à violência.

É muito importante contarmos com apoio do Corinthians nessa luta. Precisamos juntar esforços, homens e mulheres na luta pelo fim da violência contra as mulheres, que tiram milhares de vidas todos os anos”, afirmou a secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, também apontou a importância da iniciativa no combate à situação. “Não é mais possível vivermos desse jeito, as pessoas devem respeitar as diferenças sejam elas qual forem, gênero, orientação sexual, raça e time do coração, o que ficou evidente no recente episódio do Jaílson, goleiro do Palmeiras e sua mãe corinthiana”, afirmou o mandatário.

Veja mais em: Corinthians x Santos, Campeonato Paulista, Camisa do Corinthians e Ações sociais do Corinthians.

Veja Mais:

  • Henrique marcou primeiro gol oficial do Corinthians na temporada de 2019

    Henrique faz no fim, Corinthians empata com São Caetano e deixa impressão positiva para o Paulistão

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor de futebol, falou em nome da diretoria na Arena Corinthians

    Luan, Love, Arana, Romero e Ramires: diretor do Corinthians atualiza negociações

    ver detalhes
  • Avelar foi eleito o pior corinthiano em campo neste domingo pela torcida

    Avelar é criticado, e pedidos por Arana marcam repercussão da estreia corinthiana nas redes sociais

    ver detalhes
  • Melhor corinthiano em campo, Fagner foi também o capitão do Timão neste domingo

    Abismo entre laterais do Corinthians é destacado por torcedores após empate com São Caetano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes