Treinador do Corinthians volta a falar de pegada menor contra pequenos e projeta Bragantino

Treinador do Corinthians volta a falar de pegada menor contra pequenos e projeta Bragantino

2.3 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Carille já projetou o duelo com o Bragantino, pelas quartas do Paulistão

Carille já projetou o duelo com o Bragantino, pelas quartas do Paulistão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A dificuldade para fazer o resultado contra as equipes pequenas e médias, vira e mexe, torna-se assunto no Corinthians. Após falar sobre o assunto no pós-jogo da Arena após o triunfo sobre o Mirassol, o técnico Fábio Carille voltou a ser questionado depois da vitória sobre o Botafogo, em Ribeirão Preto.

O treinador lembrou que encontrar uma solução para a diferença de concentração e pegada diante de grandes e pequenos é um dos seus trabalhos nesse início de temporada.

"Esse está sendo o grande desafio meu e da diretoria. Estamos utilizando todo mundo para que a gente acenda mais nesses jogos. Agora chegando numa hora decisiva, naturalmente a concentração e a motivação são maiores. Libertadores quarta, quartas de final contra Bragantino depois. Agora mudamos o chip, pensamos na Libertadores até quarta. Mas isso não é de agora, lembro que com Tite e Mano a gente sofria com pequenos e ganhava dos grandes. Temos que mudar isso para ser mais sólido durante o ano", afirmou.

Leia também:
Carille comemora vitória em Ribeirão Preto e a reafirmação da solidez defensiva
Henrique alega ter 'seguido intuição' em primeiro gol pelo Corinthians
Isolados no Paulistão, Corinthians e Palmeiras voltam a se enfrentar em eventual final

Carille aproveitou para projetar os duelos com o Bragantino nas quartas de final do Paulistão, que serão realizados nas duas próximas rodadas. O treinador do Timão já projetou dificuldade, devido à marcação forte da equipe do interior paulista.

"Agora é jogo de muita entrega. Passando o jogo da Libertadores, teremos jogo de detalhes, Bragantino é time chato, que marca demais, seu técnico tem essa característica e a gente tem que estar atento e concentrado para fazer dois grandes jogos para passar para a semifinal", avisou.

O treinador do Corinthians aproveitou para falar sobre os duelos entre grandes e pequenos na próxima fase do Estadual. Na sua visão, o início não tão bom dos grandes foi normal pela falta de tempo para fazer a pré-temporada. Depois, quando tudo se equilibrou na parte física, os grandes se tornaram líderes dos seus respectivos grupos.

"O começo do campeonato é difícil para os grandes pelo tempo de preparação. A gente sofreu, vi outras equipes assim também, como o São Paulo. Jogar contra equipes que começaram a treinar no final de novembro, e você vem desde o dia 3, com dez ou 12 dias para iniciar, sendo que o correto seria um mês de preparação. Então a gente sofre, o Santos sofreu, perdeu para o Ituano no Pacaembu. Os primeiros jogos acabam igualando. Os grandes pela parte técnica e os pequenos pela parte física. Mas depois vai andando o campeonato. Chega na fase final, tudo já está equilibrado na parte física, e a parte técnica sobressai", finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Elenco do Corinthians reunido após vitória contra a Chapecoense

    Jogadores postam foto de elenco reunido e ressaltam 'força do grupo' do Corinthians

    ver detalhes
  • Atletas celebram com Jadson golaço do meia em Chapecó

    Jadson brilha, e Clayson volta a decepcionar: as notas da vitória do Corinthians

    ver detalhes
  • Jordan Souza deve ser um dos titulares de Barroca nesta quinta-feira

    Depois de virada incrível, Corinthians volta a encarar Palmeiras no Sub-20

    ver detalhes
  • Cássio não levou gol em nenhum dos jogos das quartas de final da Copa do Brasil

    Cássio sugere Flamengo favorito, mas aponta diferencial do Corinthians para semi da Copa do Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes