Treinador do Corinthians volta a falar de pegada menor contra pequenos e projeta Bragantino

Treinador do Corinthians volta a falar de pegada menor contra pequenos e projeta Bragantino

2.3 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Carille já projetou o duelo com o Bragantino, pelas quartas do Paulistão

Carille já projetou o duelo com o Bragantino, pelas quartas do Paulistão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A dificuldade para fazer o resultado contra as equipes pequenas e médias, vira e mexe, torna-se assunto no Corinthians. Após falar sobre o assunto no pós-jogo da Arena após o triunfo sobre o Mirassol, o técnico Fábio Carille voltou a ser questionado depois da vitória sobre o Botafogo, em Ribeirão Preto.

O treinador lembrou que encontrar uma solução para a diferença de concentração e pegada diante de grandes e pequenos é um dos seus trabalhos nesse início de temporada.

"Esse está sendo o grande desafio meu e da diretoria. Estamos utilizando todo mundo para que a gente acenda mais nesses jogos. Agora chegando numa hora decisiva, naturalmente a concentração e a motivação são maiores. Libertadores quarta, quartas de final contra Bragantino depois. Agora mudamos o chip, pensamos na Libertadores até quarta. Mas isso não é de agora, lembro que com Tite e Mano a gente sofria com pequenos e ganhava dos grandes. Temos que mudar isso para ser mais sólido durante o ano", afirmou.

Leia também:
Carille comemora vitória em Ribeirão Preto e a reafirmação da solidez defensiva
Henrique alega ter 'seguido intuição' em primeiro gol pelo Corinthians
Isolados no Paulistão, Corinthians e Palmeiras voltam a se enfrentar em eventual final

Carille aproveitou para projetar os duelos com o Bragantino nas quartas de final do Paulistão, que serão realizados nas duas próximas rodadas. O treinador do Timão já projetou dificuldade, devido à marcação forte da equipe do interior paulista.

"Agora é jogo de muita entrega. Passando o jogo da Libertadores, teremos jogo de detalhes, Bragantino é time chato, que marca demais, seu técnico tem essa característica e a gente tem que estar atento e concentrado para fazer dois grandes jogos para passar para a semifinal", avisou.

O treinador do Corinthians aproveitou para falar sobre os duelos entre grandes e pequenos na próxima fase do Estadual. Na sua visão, o início não tão bom dos grandes foi normal pela falta de tempo para fazer a pré-temporada. Depois, quando tudo se equilibrou na parte física, os grandes se tornaram líderes dos seus respectivos grupos.

"O começo do campeonato é difícil para os grandes pelo tempo de preparação. A gente sofreu, vi outras equipes assim também, como o São Paulo. Jogar contra equipes que começaram a treinar no final de novembro, e você vem desde o dia 3, com dez ou 12 dias para iniciar, sendo que o correto seria um mês de preparação. Então a gente sofre, o Santos sofreu, perdeu para o Ituano no Pacaembu. Os primeiros jogos acabam igualando. Os grandes pela parte técnica e os pequenos pela parte física. Mas depois vai andando o campeonato. Chega na fase final, tudo já está equilibrado na parte física, e a parte técnica sobressai", finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: veja quem chega e quem sai do clube para 2019

    ver detalhes
  • Sergio Díaz é bem cotado no Corinthians para 2019

    Corinthians confia em boom de Sergio Díaz e já projeta mantê-lo; veja operação financeira

    ver detalhes
  • Corinthians pode perder Romero de graça para o Internacional em 2019

    Ainda sem acordo por renovação no Timão, Romero negocia pré-contrato com o Internacional

    ver detalhes
  • Ramiro possui contrato com Grêmio até 2021; Timão contatou pai do atleta

    Corinthians consulta pai de Ramiro, do Grêmio, e mostra interesse no meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes