Corinthians já foi campeão em um 16 de dezembro

Corinthians já foi campeão em um 16 de dezembro

Cem mil pessoas lotaram o Morumbi naquele de 16 de dezembro de 1990. Frente a frente, Corinthians e São Paulo faziam a segunda partida da final do Campeonato Brasileiro. Com gol de Tupãzinho, o Timão conquistou seu primeiro título nacional.

Começo difícil

O início da caminhada corintiana não foi das mais tranquilas. Nas duas primeiras rodadas, duas derrotas contundentes. No Olímpico, 3 a 0 para o Grêmio. Na estreia em São Paulo, vitória do Cruzeiro por 1 a 0.

Insatisfeito com a equipe, o presidente Vicente Matheus demite Zé Maria, ex-lateral ídolo do clube e traz Nelsinho Baptista. Após a chegada do novo comandante, o Timão arranca no campeonato e fica 11 jogos sem perder - seis vitórias e cinco empates -, até sofrer 1 a 0 para o Botafogo, em Caio Martins.

Até o final da fase de classificação, foram mais duas vitórias (incluindo 3 a 1 sobre o líder Atlético-MG, no Mineirão), um empate e duas derrotas. Com 22 pontos somados, o Corinthians avança na quarta colocação.

Neto resolve

Classificado para as quartas-de-final, o Timão voltou a enfrentar o Galo. Time de melhor campanha, o Atlético tinha a vantagem de fazer a segunda partida em casa. No Pacaembu, para aumentar o drama corintiano, Gérson fez 1 a 0 para os visitantes aos 15 minutos.

Pressionando desde o gol adversário, o Corinthians conseguiu chegar à virada nos momentos finais. Sempre por meio de Neto. Primeiro, aos 30 do segundo tempo, o camisa 10 subiu mais que a zaga rival e cabeceou para empatar. Dez minutos depois, Tupãzinho fez corta-luz em cruzamento e a bola sobrou limpa para o craque virar.

No Mineirão, em atitude que se mostraria a marca daquele time, sonolento 0 a 0 garantiu a ida às semifinais.

Semifinal com enredo parecido

Já de olho na decisão do torneio, o Corinthians pegou o Bahia, que bateu o Bragantino na fase anterior, na semifinal. Assim como no confronto com o Atlético-MG, o Timão construiu sua classificação no primeiro jogo.

Aos dois minutos, Wagner Basílio cobrou falta e Ronaldo não alcançou. No segundo tempo, nova virada em pouco minutos. Aos 12, Neto bateu escanteio no segundo pau e, depois da escorada para o meio da área, Paulo Rodrigues jogou contra o patrimônio. Na sequência, o especialista Neto cobrou falta e decretou o 2 a 1.

Com a vantagem, bastou segurar novo 0 a 0 fora de casa para garantir a segunda final de Campeonato Brasileiro da História do clube.

Clássico na decisão

A primeira oportunidade havia sido em 1976. Depois da Invasão Corintiana ao Maracanã na fase anterior, o Timão acabou sucumbido ao poderoso Internacional de Falcão e companhia. Desta vez, porém, a história seria outra.

Contra o São Paulo, a grande decisão foi disputada em duas partidas no Morumbi. Na primeira, gol aos quatro minutos de jogo deu a vitória para o Corinthians. Neto levantou na área e Wilson Mano apareceu nas costas da zaga tricolor para fazer o desvio fatal.

Na segunda partida, no fatídico 16 de dezembro, apesar de jogar pelo empate, o Timão conseguiu nova vitoria. Em bela tabela, Tupãzinho serviu Fabinho que chutou para a defesa parcial de Zetti. No rebote, o camisa 9 empurrou para o fundo do gol.

Dali até o final do jogo, foi só festa pelo primeiro título brasileiro do Corinthians. Vinte e dois anos depois, o alvinegro tem mais um desafio a superar. Desta vez, o adversário é o Chelsea, da Inglaterra, atual vencedor da Liga dos Campeões, na final do Mundial de Clubes da Fifa. Quem será o novo Tupãzinho?

Fonte: Esporte Interativo

Veja Mais:

  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes
  • Jabá sentiu dor na coxa e deixou o treino do Corinthians mais cedo

    Léo Jabá se machuca em treino do Corinthians e deixa campo com dores na coxa

    ver detalhes
  • CT Joaquim Grava ganhou novidades

    Corinthians 'aposenta' decoração do centenário e dá cara nova ao CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes